26 de maio de 2013

A Arte de viajar sem gastar muito - aprenda com os mãos de vaca


Viajar sem gastar muito é uma Arte, não se engane quanto a isto. Para economizar, você terá de pesquisar muito, planejar muito bem, cair em furadas, e aprender com seus erros e acertos.

Não existe uma fórmula simples e fácil para isto, pois cada viajante tem de descobrir seus próprios limites.
Quanto você está disposto a sacrificar em conforto, alimentação, em horas de sono, em tempo de viagem?
Tem pique para dormir em aeroportos ou passar longas horas dentro de um ônibus para economizar uns trocados?
Está em condições de trocar o quarto de um hotel central para um à beira da rodovia, ou dividindo o quarto com três ou quatro desconhecidos?
Quer cortar em refeições em restaurantes para mordiscar um sanduíche sentado na escadaria de uma igreja?
Pretende alternar uma viagem para Tóquio ou Moscou para algum destino mais em conta, como Buenos Aires ou Santiago do Chile?

Todas estas e várias outras decisões dependerão tão somente de você, de quais são suas restrições e do que você não abre mão.

Algumas dicas essenciais para economizar em sua viagem

30 recomendações para economizar durante o ano

Estas dicas não são apenas para viajar, mas para a vida.
Aprender a cortar gastos supérfluos poderá ajudá-lo a fazer até uma poupancinha, além de contribuir para suas próximas férias.
http://www.maosdevaca.com/2013/01/30-recomendacoes-para-economizar.html

11 dicas para economizar em sua próxima viagem

Está planejando uma viagem?
Estas são as recomencações mais práticas e eficientes para ajudá-lo a organizar bem seus passeios, desde a compra de passagens até como se virar em seu destino.
http://www.maosdevaca.com/2012/08/11-dicas-para-economizar-em-sua-proxima.html

81 destinos que não exigem visto de turistas brasileiros

Já sabe quais são as exigências de entrada para seu próximo destino?
Muitos deles não exigem visto de turistas brasileiros, então vale conferir.
http://www.maosdevaca.com/2013/05/81-destinos-que-nao-exigem-visto-de.html

Transporte

Dormir em aeroportos - guia de sobrevivência dos mãos de vaca
http://www.maosdevaca.com/2012/05/dormindo-em-aeoroportos-guia-de.html

Bem-vindo à bordo da Ryanair, a empresa aérea da boiada
http://www.maosdevaca.com/2012/11/bem-vindo-bordo-da-ryanair-empresa.html

Hospedagem

Ter onde dormir é essencial, mesmo que seja no sofá da casa de alguém.

Airbnb, preço justo para hospedar-se ao redor do mundo
http://www.maosdevaca.com/2011/11/airbnb-preco-justo-para-se-hospedar-ao.html

Couchsurfing, o (falso) milagre da hospitalidade
http://www.maosdevaca.com/2011/06/couchsurfing-o-falso-milagre-da.html

Registrando sua viagem

Tirando fotos de sua viagem como um profissional
http://www.maosdevaca.com/2011/12/tirando-fotos-de-sua-viagem-como-um.html

Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.

19 de maio de 2013

15 de maio de 2013

Barcelona para Mão de Vaca - Parc Güell, outra das grandes obras de Gaudí


O artista Gaudí deixou sua marca por Barcelona, em seus edifícios, na Catedral da Sagrada Família e também no Parc Güell, este belíssimo parque sobre a montanha do Carmelo.

A riqueza e os cuidados dos detalhes, uma das marcas registradas do artista, são impressionantes. Cada cantinho, cada pequeno desvio no bosque, cada coluna são obras de arte.

Assim que entramos, já somos saudados pelo lagarto de mosaico, que se tornou inclusive um dos símbolos de Barcelona. É uma das paradas para o retrato obrigatório, tanto que é até complicado espantar a multidão de turistas para chegar perto do lagartão.

No interior do parque, há a casa-museu de Gaudí, onde ele residiu até sua morte em 1925. Tem um ingresso à parte que custa 5,50 euros.

www.casamuseugaudi.org

Aproveite enquanto ainda é de graça

A visitação ao Parc Güell sempre foi gratuita, porém, nos últimos anos, começaram uns debates para a cobrança de ingresso para ajudar na preservação do parque.
Foi decidido, então, que a partir de outubro de 2013, a visitação terá o custo de 8 euros, sem choro nem vela.

Está aí a oportunidade para aproveitar estes meses antes que as portas sejam fechadas e mais este custo seja adicionado ao bolso do turista que vai a Barcelona.
Gratuitamente, era um dos programas obrigatórios da cidade. Por 8 euros, eu pensaria duas (ou três) vezes antes de visitá-lo.

Para chegar ao Parc Güell, você pode pegar o metrô L3 (linhas verde), sentido Montbau, desembarcando na estação Lesseps.
É uma bela pernada morro acima, mas há algumas escadas rolantes para ajudar na subida.

Outra opção é ir de ônibus, descendo mais perto da entrada do parque. As linhas que passa ali perto são as 24, 31, 32, H6, 92 e Bus del barri 112.

E aproveite bastante para curtir a bela vista que se tem de Barcelona, ouvindo aos cantores de flamenco que batem cartão no parque.

Site oficial do Parc Güell
www.parkguell.es


Ver mapa maior

Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.

13 de maio de 2013

Tênis para todos os gostos em Nova York


Comprar calçados no Brasil é um assalto, principalmente se forem de marca famosa, como Puma, Nike, Asics ou Adidas. Até hoje, ninguém me explicou de maneira convincente porque eles custam tão caro, nem porque alguém se sujeita a pagar o preço cobrado.

No entanto, nos EUA, vestir-se bem não é sinônimo de susto. Você pode ter acesso às grandes marcas e, às vezes, pelo mesmo preço de uma marca desconhecida e vagabunda.

Abaixo, estão algumas recomendações de lojas onde você poderá encontrar variedade, ótimos preços e grandes marcas.

Foot Locker

A loja com o maior número de filiais e com uma variedade enorme de marcas e modelos de tênis é a Foot Locker. Existem inúmeras espalhadas por Manhattan e, dependendo da região, elas podem orientadas para determinados tipos de tênis: passeio, corrida, descolados, para basquete, femininos...

O mais interessante da Foot Locker, além da variedade, são as incríveis promoções. Os preços não são, geralmente, salgados, Pumas e Nikes entre 69 e 99 dólares (evidentemente, os modelos mais novos podem custar MUITO mais do que isto), porém, quando os modelos estão saindo da estação, há promoções incríveis, como na compra de um tênis pelo preço inteiro, o segundo sai pela metade do preço, por exemplo.
Promoção sempre há, só tem de se saber qual é a da vez. Isto quando não se tem uma surpresa na hora de passar no caixa: na última vez que comprei na Foot Locker, um tênis Puma de corrida que custava 69 dólares, já na promoção, na hora de pagar saiu por 49. O negócio é ficar quietinho e aproveitar a barbada.

Para saber mais sobre a Foot Locker, você pode acessar o site deles
www.footlocker.com

Modell's

Outra loja bastante concorrida não somente tênis, mas artigos esportivos em geral, é a Modell's.
Com algumas filiais estrategicamente posicionadas, como a uma quadra da Times Square ou pertinho da Macy's, tem um estoque de tênis masculinos, femininos e infantis que, às vezes, concorrem de perto com a Foot Locker, com preços igualmente tentadores.

www.modells.com

Century 21, Jersey Gardens e Woodbury Common


Em se tratando de descontos, é difícil competir com os preços dos principais outlets da região de Nova York.
O mais central e que deve ser sua primeira parada é a Century 21. Como é uma loja sempre lotadérrima, as chances de encontrar bons modelos pode ser pequena em algumas épocas do ano, principalmente se você tiver um tamanho de pé intermediário. Os pezinhos e os pezões acabam se dando melhor nesta hora.

www.c21stores.com

Já em Jersey Gardens e em Woodbury Commons, você poderá revirar as lojas como Nike Factory, Puma e Adidas, com maiores probabilidades de conseguir modelos mais interessantes.

Jersey Gardens
www.jerseygardens.com

Woodbury Common Premium Outlets
http://www.premiumoutlets.com/outlets/outlet.asp?id=7

Payless Shoes

Agora, se você é do tipo que não está nem aí para marcas famosas e tudo que você quer é algo para separar seu pé do asfalto, é muito difícil bater os preços da Payless Shoes.

Onde mais você encontra tênis por menos de 20 dólares?

www.payless.com

Tamanhos

Só não se esqueça de que as medidas de tamanho para calçados são diferentes das do Brasil, segue uma tabela com as medidas.
Lembrando que, assim como no Brasil, o recomendável é sempre experimentar o tênis antes de comprar, afinal de contas, não dá para confiar cegamente em nenhuma tabela.

Calçados Femininos

Brasil
33 34 35 36 37 38 39 40
Estados Unidos
5 5,5 6,5 7 7,5 8,5 9 9,5

Calçados Masculinos

Brasil
37 38 39 40 41 42 43 44 45 46
Estados Unidos
6 7 7,5 8,5 9,5 10 11 12 12,5 13,5



Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.

9 de maio de 2013

Lisboa para Mãos de Vaca - a Casa do Alentejo, tradição e gastronomia


Lisboa guarda muitos segredos por suas ladeiras e vielas. Certamente, um deles é a Casa do Alentejo, no bairro (freguesia) de Santa Justa.

É entrando numa portinha despretensiosa que você encontrará esta jóia que é o Palácio Alverca, que já foi residência uma rica família portuguesa, depois um cassino, por fim, um local de promoção da cultura alentejana (Casa do Alentejo).

Assim que adentramos o palácio, já nos deparamos com o belíssimo Pátio Árabe, com azulejos e mosaicos decorativos.
Já no interior do prédio, cada salão possui detalhes que remontam à cultura do Alentejo, como azulejos e gravuras com cenas típicas desta região de Portugal.


Além disto, ainda há no prédio um restaurante com comida típica alentejana, com muitos pratos com frutos do mar. Apesar de o preço da refeição ser um pouco acima da média de Lisboa, ainda assim são valores justos para um espaço que chega a ser até bastante requintado.
No térreo também há um botequinho simpático e muito badalado, com petiscos e pratos bastante apetitosos. Na hora do happy hour, fica lotado com os fregueses habituais.

A Casa do Alentejo se localiza na Rua Portas de Santo Antão, 58. É só chegar e, se encontrar a porta aberta, ir entrando.
O restaurante funciona no almoço das 12 às 15 horas, e para o jantar das 19 às 23 horas.

Se você estiver indo de metrô, pode desembarcar na estação Restauradores (linha azul) e caminhar uma quadra para leste da Praça dos Restauradores.


Ver mapa maior

Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.

7 de maio de 2013

Madri para Mãos de Vaca - Puerta del Sol, onde tudo acontece


A Puerta del Sol não é somente a principal e mais movimentada praça de Madri, é também o ponto de encontro de moradores e turistas, palco de manifestações políticas e de muita festa. De dia ou de noite, se você estiver procurando agitação, a Puerta de Sol é onde tudo acontece.

Além de ser um importante hub de transportes de Madri, com paradas de metrô e de trens metropolitanos (Cercanias), em Puerta de Sol há o encontro de 10 importantes ruas do centro, que o conduzirão para as principais atrações turísticas da cidade.
Ao redor, há várias lojas, das mais econômicas até as mais careiras, e a imensa loja de departamentos do Corte Inglés é uma atração à parte.
Para os mãos de vaca, as redes de fast food como McDonald's, Burguer King, Pans & Company, KFC, quebram um galho, apesar de estarem quase sempre lotadas.
Durante seu passeio por Madri, você certamente passará uma ou várias vezes pela Puerta del Sol.


Mesmo numa rápida passada, você verá de tudo, de estátuas vivas a africanos vendendo bolsas falsificadas, de gente comprando ouro a outros fantasiados de Bob Esponja ou de personagens da Disney.
Sentar-se um pouco para descansar nesta praça é vivenciar o vibrante ritmo de Madri.

Um local de protestos

Tradicionalmente, a Puerta de Sol é também um ponto de protestos pacíficos, quando cidadãos se reúnem para reinvidações e movimentos sociais.
Em 2011, a praça foi tomada pelos indignados, que por meses acamparam por ali.

É muito interessante ver o grau de consciência social dos madrilenhos, que vão com a família inteira para as ruas lutarem por seus direitos e para preservarem todos os benefícios já conquistados.

Um local de celebrações

Por outro lado, esta praça é também o ponto onde algumas das principais festividades são celebradas. No Natal, é montada uma árvores imensa de luzes e, no Ano Novo, milhares se reúnem na Puerta del Sol para a contagem regressiva, que é televisionada para todo o país, uma espécie de mini-Times Square.

Se você for passar a virada do ano em Madri e não quiser se enfiar na multidão, uma boa opção é ir no ensaio da virada, ao meio-dia do dia 31, quando os locais vão para a praça e celebram antecipadamente o Ano Novo.

O que você deve ver na Plaza del Sol

Apesar de ser uma praça repleta de histórias e segredos, duas particularidades que você deve prestar atenção é a estátua de um urso, que é desde a Idade Média o símbolo de Madri.
Ele está localizado no lado leste da praça, entre as ruas de Alcalá e Carrera de San Gerónimo.

E, na frente da Real Casa de Correos (o edifício grande com um relógio), há uma placa no chão indicando o quilômetro zero das rodovias espanholas, ou seja, várias das estradas que você pegar na Espanha terão como referência a Puerta del Sol.
Tirar uma foto com seu pezinho ali é uma obrigação!

A Puerta del Sol poderá ser seu ponto de partida para muitos dos passeios pelo setor histórico de Madri, além de ser uma das praças mais animadas e fascinantes de toda a cidade.


Ver mapa maior

Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.

5 de maio de 2013

Onde hospedar-se em Nova York?


Desde que criei este blog, a maioria das pessoas que me contata por e-mail surge com a mesma preocupação:

"Seu blog é muito legal, mas eu gostaria de saber dicas de hotéis ou albergues baratos. Você pode me ajudar?"

A primeira coisa que você pode fazer é comprar o guia "Nova York para Mãos de Vaca", é baratinho e traz aproximadamente 70 indicações de hotéis e albergues mais em conta, além de uma seleção com as melhores dicas do blog e outras inéditas para tornar sua viagem a Nova York ainda mais agradável e interessante.

Depois, consulte o site abaixo e confira as promoções:

www.mundi.com.br

Neste site, as promoções são sazonais. Variam de acordo com a época do ano e de acordo com alta e baixa temporada. É possível encontrar hotéis que partem de algo em torno de 130 dólares. Deve-se ter em mente que hospedagem em Manhattan não é nada barata, principalmente se você quiser ficar num quarto individual.

Se você não se importar em dividir o quarto com outras pessoas (às vezes, uma dúzia delas), uma alternativa viável é ficar em albergues. Existem centenas deles, muitos concentrados na área do Upper West Side. É possível encontrar hospedagem por 30 dólares a diária, que já é uma grande bagatela se compararmos com o preço dos hotéis. Em alguns deles, basta chegar e fazer o check-in, outros, como o YMCA, é preciso agendar com (muita) antecedência.

Confira opções de albergues aqui


Mas se você estiver vindo para passar um bom tempo aqui, estudar ou trabalhar, reflita bem sobre suas opções. O aluguel dum apartamento em Nova York é um dos mais caros do mundo. Um apartamento dum quarto dificilmente sairá por menos de 1500 dólares mensais. Por isso, é muito comum as pessoas dividirem o aluguel em duas, três, às vezes, quatro moradores. Algumas famílias também alugam quartos em suas casas, por volta de 500 ou 600 dólares por mês. É mais em conta, mas também há o transtorno de perder parte de sua privacidade.

O meio mais "seguro" seguro para alugar um apartamento ou quarto seria chegar aqui e procurar já em Nova York, pois se pode ver as instalações, a proximidade dos trens, a área, etc. Contudo, nunca se pode utilizar os parâmetros brasileiros na hora de alugar um apartamento em Nova York. Os imóveis são, em sua maioria, umas podreiras e o apartamento mais repugnante custa, em alguns casos, dois ou três mil dólares por mês. Mas você logo aprende a baixar seus parâmetros.
O problema de se procurar um apartamento por aqui é caso você não consiga encontrar, então, bate o desespero.

Além disto, há duas possibilidades:

- alugar com uma imobiliária, que vão lhe exigir crédito, depósito de um mês e uma taxa da imobiliária, ou seja, para entrar no apartamento, você terá de pagar três meses adiantados, sendo que um deles será perdido;

- ou fechar direto com o proprietário. Isto lhe exime de pagar a taxa da imobiliária, mas não do depósito. Até mesmo para alugar quartos o depósito é exigido, pois esta é a garantia do locatário de que você não vai ficar morando sem pagar.

Aluguéis de temporada são, atualmente, um problema, pois a prefeitura de Nova York está correndo atrás de quem subloca apartamentos. Apartamentos privados alugados por menos de 1 mês são considerados irregulares, no entanto, que o proprietário alugue quartos é legal.
Esteja ciente disto se optar por esta alternativa.

Escolhendo os bairros

A maioria dos turistas prefere ficar na região da Times Square, o que é bom e ruim ao mesmo tempo.

Bom porque você está na muvuca, basta sair da porta do hotel e chegar na principal área da cidade.
Ruim porque você está na muvuca, ou seja, se não se programar, ficará tão deslumbrando que deixará de explorar o restante da cidade e tudo que conhecerá será a Times Square.

Além disto, nem sempre as melhores e mais econômicas opções de hotéis estão em torno da Times Square. Outras regiões boas e interessantes que você pode ficar de olho são: Midtown, Upper East Side, Upper West Side, Flatiron District e Union Square, preferencialmente perto de uma estação de metrô.
Eu pensaria duas vezes antes de hospedar-me no Harlem ou para cima na ilha de Manhattan.
Também teria muitas dúvidas em parar em algum dos outros boroughs de Nova York, como no Brooklyn ou Queens, principalmente por causa do deslocamento e também porque não costumam ser regiões muito turísticas.
The Bronx, jamais!

E não deixe de compartilhar suas experiências com hotéis e albergues com os nossos leitores, avaliando como foi sua estadia na cidade que nunca dorme.


Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.



guias NY .PDF