19 de maio de 2012

Roma para Mãos de Vaca - Roma Pass, economia ou armadilha turística?


Muitas grandes cidades turísticas possuem algum tipo de passe para facilitar a visitação a museus e outras atrações. Em alguns casos, estes passes são uma mão na roda para o turista, realmente significando uma economia considerável, enquanto em outros, tais passes são apenas mais uma armadilha turística a ser evitada.

Em Roma, a opção de passe turístico é o Roma Pass. Ele custa 30 euros e dá acesso a 2 museus (de uma vasta opção entre os museus romanos), além de oferecer descontos para outros museus e atrações, e permite também a livre utilização do transporte público da cidade durante 3 dias.

No kit do Roma Pass vem uma listagem com todos os museus e atrações incluídas, um mapa da cidade e, obviamente, o cartão que deverá ser utilizado para entrar no transporte público, seja no metrô, nos ônibus ou tram, e também nos museus.

Alguns dos museus incluídos

A principal atração que talvez o convencerá a comprar o Roma Pass será o Coliseu, o Fóro Romano e o Palatino (que conta como uma única atração).
A entrada inteira apenas para o Coliseu, Fóro e Palatino (online ou na bilheteria) custa 15,50 euros. Com o Roma Pass, você tem a entrada incluída a esta atração, além de pular a habitual fila imensa para comprar os ingressos e também para entrar nas ruínas.

Se você incluir em seu roteiro algum outro museu que custe 10 euros, você já gastou praticamente o preço do Roma Pass, sem incluir o transporte.

Outras atrações e museus incluídos no Roma Pass são: Musei Capitolini, Apia Antica, Museo Nazionale Romano, Galeria Nazionale d'Arte Moderna e Contemporanea, Museo di Roma, Galleria Borghese, entre vários outros.

E o Roma Pass vale a pena?

Para saber se o Roma Pass compensa ou não, você deve definir quais atrações ou museus deseja conhecer, e calcular o preço total deles mais o transporte.

Se você ainda não esteve no Coliseu, este é um dos passeios óbvios que você DEVE fazer, ou seja, 15,50 euros por pessoa.
Depois, veja quantos dias você ficará em Roma, onde estará hospedado, se é na região central da cidade ou mais afastado, para fazer uma estimativa de quanto gastará com transporte. O bilhete único tanto para ônibus quanto para metrô custa, atualmente, 1,50 euros. O passe diário ilimitado, que o permite usar o transporte público durante um dia inteiro, custa 6 euros, e o passe ilimitado para 3 dias custa 16,50.

Isto é, se você for comprar um passe ilimitado para 3 dias e a entrada para o Coliseu, o Roma Pass já vale a pena, pois somando os dois, você gastaria 32 euros, enquanto que o Roma Pass custará 30 euros.

No entanto, se você acredita que não precisará tanto usar o transporte público, que poderá fazer tudo a pé e prefere comprar a passagem apenas quando necessário, talvez o Roma Pass não seja vantajoso. Então, tudo dependerá de qual é a outra atração ou museu que você deseja conhecer. Se somando a entrada do Coliseu com esta atração o valor for quase igual ou superior a 30 euros, eu diria que o Roma Pass compensa.

Agora, se você só quer ver o Coliseu e nada mais, e pretende fazer tudo a pé, então o Roma Pass não vale a pena.

Mas cuidado com a pegadinha!

Nós havíamos comprado o Roma Pass para poder visitar o Coliseu e a Galleria Borghese, considerado um dos melhores museus de Roma. A entrada para a Galleria Borghese custa 9 euros, mais 2 euros de taxa de serviço, ou seja, 11 euros.
Calculamos que, somando o Coliseu, a Galleria Borghese e o transporte ilimitado por 3 dias, que daria um total de 43 euros, estaríamos fazendo um ótimo negócio ao comprar o Roma Pass, economizando assim 13 euros.

No entanto, agora vem a má notícia: para visitar a Galleria Borghese é necessário fazer reserva prévia e, quando ligamos para marcarmos uma data para irmos ao museu, só havia horários disponíveis para uma semana depois. Quer dizer, o Roma Pass vale por 3 dias, a Galleria Borghese precisa de reserva, mas só há reserva para uma semana depois?
Como é que alguém poderá visitar, então, este museu usando o Roma Pass?

No final das contas, acabamos usando o Roma Pass para visitar somente o Coliseu e usarmos o transporte público, mas como estávamos hospedados um pouco longe do centro, acabou compensando.

No final das contas, somente você poderá julgar se comprar o Roma Pass representará uma economia em seus passeios.
Ele pode ser adquirido em qualquer guichê de informação turístico da cidade (há um no Roma Termini), na bilheteria dos museus e atrações participantes, em algumas estações do metrô e online, ou seja, não será difícil encontrá-lo.

O Roma Pass vale por 3 dias depois da primeira utilização, seja na entrada de algum museu ou atração, seja no metrô, no ônibus ou tram, e expira à meia-noite do terceiro dia.

Importante: O Roma Pass não permite a entrada ao Museu do Vaticano, pois se trata de um outro país, com museus e atrações próprias.

Site oficial do Roma Pass
http://www.romapass.it/

***



11 comentários via BLOGGER
comente também
  1. Por isso é importante planejar a viagem. Já perdi de fazer várias visitas a museus e teatros porque precisavam de agendamento :/

    Mas a dica do Roma Pass é mesmo excelente. (:

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Bom, estive em Roma menos de um mês e o passe ilimitado do dia, para ônibus e metrô, comprado nas máquinas do metrô, custava 4 euros, e o passe de uma só viagem custava 1 euro.
    Ainda há que se considerar que ninguém paga ônibus em Roma, especialmente nos horários de pico.
    Também tem que se levar em conta se a pessoa tem direito a redução da entrada em alguma atração, assim os preços caem sensivelmente e o Roma Pass acaba não compensando.

    ResponderExcluir
  3. É impressão minha ou você está sugerindo que as pessoas peguem ônibus sem pagar, Monique?

    Nossas dicas são para mãos de vaca, não para desonestos...

    ResponderExcluir
  4. Acho que ela quis dizer "Pega" e digitou errado ahaha eu li rápido e nem notei que ela falou "paga"!

    ResponderExcluir
  5. Nao é questao de ser honesto... É pq nao é possivel, mesmo q vc queira, nao vai conseguir se mover para pagar

    ResponderExcluir
  6. Quando vamos à Roma, nós praticamente só andamos de ônibus para todos os lados, em vários horários do dia, e nunca tivemos problema algum para chegarmos até a máquina para convalidar o bilhete, isto embarcando em paradas movimentadas, como na Piazza Vittorio Emmanuele, em Roma Termini, na Piazza del Popolo ou na Piazza de Spagna, por exemplo.

    Mas também vai da boa vontade do cidadão em não querer dar uma de espertinho...

    ResponderExcluir
  7. Henry, se puder me ajudar. Estou querendo comprar o Rome pass, mas não localizei o local. Desde já agradeço. Att, André.

    ResponderExcluir

  8. A Itália é uma zona nem parece Europa tem até um vídeo falando isso no youtube que a itália não é europa. rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IMBECIL SE VC MENOSPREZA TANTO A Itália deveria saber que 75% do patrimonio artistico Mundial está lá!!! Agora vc deve ser retardado e não consegue compreender o que significa isso!!!

      Excluir
  9. Bobagem...o Brasil tem 70% da agua potável do mundo, outros 70% da biodiversidade...e aí....não quer dizer muita coisa. kkkkkkkk (junto com todo tipo de político bandido e eleitor vendido..)

    ResponderExcluir
  10. Estou bastante na dúvida. Não conheço nada, mas tô chegando na Itália dia 12 de setembro. Pretendo ir no Coliseu e em algum museu, além de usar o transporte.
    Tem um Passe de 2 e um outro de 3 dias. Acha que o de 2 já é suficiente ? Só fico 3 dias na cidade.

    ResponderExcluir



Guias Nova York .PDF