30 de maio de 2012

Dormindo em aeoroportos - Guia de sobrevivência do mão de vaca


Você encontra aquela promoção irada de passagem aérea, com um preço imbatível, para o destino de seus sonhos, mas há um porém: você terá de passar a noite num aeroporto por causa do horário ridiculamente cedo do voo, ou terá uma conexão longa de madrugada (isto é, de várias horas).

E aí, o que você faz?
Compensa dormir (ou passar a noite em claro) no chão de um aeroporto apenas para aproveitar este descontão, você compra a passagem mas acaba pagando a diferença em hotel e táxi, ou é melhor pagar mais caro e não passar por este perrenque?

Depois de já ter dormido uma porção de vezes em aeroportos ao redor do mundo, segue os três quesitos básicos para quem deseja pernoitar num aeroporto:

1 - ter disposição e bom humor

Antes de tudo, dormir em aeroportos não é uma tarefa para aqueles que ficam ultra-mal-humorados após uma noite mal dormida, nem para quem não tem espírito de mochileiro.

Primeiro, porque dependendo do aeroporto, haverá movimentação durante toda a noite, anúncios nos alto-falantes, funcionários fazendo a limpeza, outros passageiros conversando, e frequentemente haverá bem pouco conforto e você acabará tendo de deitar-se no chão ou nos desconfortáveis assentos do saguão do aeroporto ou da sala de embarque.
São bem poucos os aeroportos das Américas e da Europa que pensam nos passageiros que pernoitam, ou seja, a vida pode não ser muito fácil.

Só lembrando que esta experiência pode não ser muito aconselhável para quem viaja com crianças, ou para idosos, pois geralmente o conforto é próximo de zero.

2 - pensar estrategicamente

Dormir em aeroportos é uma guerra sua contra os demais passageiros que também resolveram dormir lá. Cada um de vocês estará tentando encontrar o melhor lugarzinho, o mais tranquilo, o mais confortável, o mais silencioso para passar a noite, ou seja, é preciso ser um estrategista.
E quando você pensa que só você teve a brilhante ideia de passar a noite no aeroporto, de repente, brota uma multidão e todos os bons lugares somem com rapidez.

O ideal é não chegar tão tarde no aeroporto, pois assim você terá tempo de sobra para circular e avaliar o terreno, quais são os setores menos movimentados e onde há os assentos mais confortáveis.

Quando é permitido fazer o check-in antecipadamente, melhor, pois assim você pode ingressar nas salas de embarque e, conferindo nos painéis, você pode ver quais portões são menos movimentados ou com voos partindo mais tarde e se encaminhar para lá. No entanto, não são todos os aeroportos que permitem check-in com tanta antecedência ou que não abrem a área de embarque, ou seja, nestes casos você terá de dormir no saguão do aeroporto mesmo.

3 - ser criativo

Quando quase todos os funcionários do aeroporto já foram para casa e restaram praticamente somente alguns passageiros pernoitando, quase tudo vale.
Tem gente que dorme nas esteiras dos guichês das empresas aéreas, outros juntam bancos, outros se escondem atrás de vasos ou displays.

Em Montevidéo, um aeroporto onde já passamos várias noites, havia duas poltronas superconfortáveis (foto no topo), então, assim que entrávamos na sala de embarque, corríamos para elas e não levantávamos mais o traseiro de lá. Puxando as mesinhas de café, viravam uma verdadeira cama, e ainda era a zona de wifi grátis. Infelizmente, estas poltronas não estavam lá da última vez... (choro!)

Já na Bélgica, a Denise encontrou um cantinho escondido atrás de um cartaz, que apelidamos carinhosamente de "o quarto". Enquanto todos os demais passageiros se amontovam no meio do saguão, tínhamos um espaço privativo para tentarmos dormir um pouco.
Quando há poltronas sem braço, o negócio é se esticar ali mesmo, usando qualquer coisa como travesseiro.

O Kit Aeroporto


O pior erro de passar uma noite num aeroporto é ir despreparado.

Muitas vezes, as lojas e restaurantes dos aeroportos fecham cedo, ou seja, se você não tiver um biscoitinho e uma água consigo, pode acabar passando fome.
Aeroportos costumam ser lugares frios, e se você acabar se deitando no chão, tudo pode piorar. E também há o barulho e a claridade.

Por isto, segue um kit básico para pernoitar em aeroportos:

1 - leve uma manta leve e felpuda, que pode servir para forrar o chão ou usar para se proteger do frio, além de não ocupar muito espaço na mala. Também pode acabar sendo muito útil caso você viaje à noite em trens, ônibus ou se seu hotel estiver muito frio.

2 - tapa-olho e tapa-ouvido. Imprescindível num local onde há ruídos e claridade constantes. É a garantia de uma noite de sono tranquila.

3 - comida e água. Os preços dos produtos em aeroportos geralmente são abusivos. Levar uma água e um lanchinho com você significará uma economia, e também pode ser a merenda da madrugada. Já levamos até pizza para aeroportos.
No entanto, se você estiver dentro das salas de embarque, terá de comprar água lá dentro mesmo, ou mandar ver nos bebedouros ou pias de banheiro (pois há restrições a líquidos no embarque).

4 - entretenimento. Leve um livro, um notebook ou um tablet consigo, pois ficar várias horas sem fazer nada é um saco! Leve algum filme em DVD, um Ipod, ou qualquer outra coisa para distrair a mente, assim as horas noturnas passarão mais rapidamente. Nem sempre haverá internet gratuita nos aeroportos, mas quando há, também é ótimo para pesquisar sobre sua viagem.

5 - Leve um celular ou um relógio com despertador. De preferência que você consiga escutar usando o tapa-ouvido, pois tudo que você não vai querer é perder o seu voo!

Saiba um pouco sobre o aeroporto

Então você resolveu dormir no aeroporto, preparou o espírito e seu kit básico, mas você sabe se o aeroporto fica aberto à noite?

Nem todos os aeroportos ficam abertos 24 horas, ou seja, às vezes dormir lá nem é uma opção. Recentemente, pensamos em dormir no aeroporto de Pisa, na Itália, por causa de um voo que partia às 6 e meia da manhã, porém descobrimos que o aeroporto fechava, ou seja, tivemos de correr procurar um hotel na região para passarmos a noite.

A melhor referência para quem deseja passar a noite em aeroportos é o site (em inglês) The Guide to Sleeping in Airports, que possui comentários de várias pessoas que já dormiram em aeroportos nos quatro cantos do planeta.

http://www.sleepinginairports.net/

É muito bom para já saber o que o aguarda, seja para o bem, seja para o mal. Lá há resenhas sobre os aeroportos, quão confortáveis são, quais são os serviços disponíveis, se há internet e o horário de funcionamento.
Uma leitura obrigatória para quem pretende viver esta aventura.

E você?

Você já passou a noite em algum aeroporto? Onde e como foi a experiência?

Compartilhe conosco suas histórias, traumas ou fatos curiosos ao dormir num aeroporto ao redor do mundo.


Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.


15 comentários via BLOGGER
comente também
  1. Já dormi em Stansted (Londres), que o sleepinginairports.net classifica como um dos melhores do mundo. A experiência foi ruim, embora tenha tomado vários dos cuidados listados aqui. O fato de ter sido ruim não significa que eu não faria tudo de novo. É que as alternativas para o meu caso (vôo no comecinho da manhã) eram ainda piores.

    ResponderExcluir
  2. Já dormi váááárias vezes em aeroportos, pq sempre compro a passagem mais barata e ela sempre vem com esse ônus.
    No Aeroparque, em Buenos Aires, foi um dos piores. Não tinha lugar pra deitar (me recuso a dormir no chão!) e os funcionários limpavam o saguão inteiro durante a noite.
    Em geral, não é uma experiência agradável dormir em aeroportos, é preciso considerar e ser mão de vaca!

    ResponderExcluir
  3. Já tive que dormir no JFK e no de Munique.
    A experiência no JFK foi horrível. Fui obrigada a dormir lá pq todos os voos haviam sido cancelados devido a nevasca, então havia todo um estresse de tentar um novo voo para o dia seguinte (era uma quinta e a American Airlines só tinha voo disponível para a gente para a segunda...) e o fato de que o aeroporto estava superlotado... Fora que não sei o que acontece em aeroportos, que os funcionários parecem ter prazer em sacanear os passageiros e serem "agradáveis"... anyway...
    Em Munique, dormir foi por opção. O voo era 7 da manhã. O problema era que a Iberia não fazia check na noite anterior, e passei boa parte da noite "passeando" por um aeroporto deserto com a minha bagagem... Depois de muito tempo, descobri que havia um guarda volumes, e deixei minhas malas lá para tentar dormir com mais tranquilidade. Bem, não conseguir dormir direito, o que acabou sendo ótimo, pois praticamente desmaiei o voo de volta todo! (chegou a um ponto em que eu dormir com a bandeja de "comida" na minha frente e qdo acordei ela já tinha "desaparecido"...)

    ResponderExcluir
  4. Eu ja dormi no Narita no Japao, na epoca do tsunami e do terremoto, meu voo era 11 da manha de terca, mas so tinha como ir pra la na segunda 5 da tarde, o aeroporto estava cheio na noite, eles apagaram as luzer, deram cholchonetes travesseiros cobertores e comida para todos la, foi A experiencia da minha vida

    ResponderExcluir
  5. Tive que dormir no JFK tambem esse aeroporto e a cara do Brasil

    ResponderExcluir
  6. Já dormi no JFK devido a cancelamento de vôo, e consegui uma cama de nylon, como caeira de praia. Eles tem um local com estas camas e disponibilizam para os passageiros. Não foi ruim... depois um processo contra a empresa, porque deveria ter oferecido pelo menos outro vôo, e ganhei mais que o valor que havia pago na passagem

    ResponderExcluir
  7. Giancarlo Martins14 de junho de 2012 14:07

    Eu já dormi no de Natal-RN, no réveillon de 2010 pra 2011, foi interessante, ver a movimentação, não dormir antes do check-in pra não correr o risco de perder a mala. Me interessei pelo preço, só fui lembrar da data depois da passagem comprada, aí eu percebi o porquê do preço. Mas não me arrependo!

    ResponderExcluir
  8. Ja dormi no CDG em Paris... até tinha uns bancos estofados, tipo de uma cafeteria, mas como foi falado ai no texto acima, a concorrencia era grande, quando chegamos estava lotado o lugar. tivemos q dormir sentados em um banco plastico.. mas valeu... da proxima ja que li essa materia vou me espertar e reservar o melhor lugar antes... Boa dica

    ResponderExcluir
  9. Já dormi em alguns aeroportos por aí...
    Em Vancouver a experiência foi complicada... com muitas malas e sem dinheiro para bancar um taxi no meio da madrugada para o aerporto, o jeito foi pegar o metro e arrumar um cantinho para dormir até o dia seguinte! Nada que alguns dramins nao dessem um jeitinho!

    Dormi também no chão do aeroporto de Salvador. Um horror! Não aconselho por questoes muito mais ligadas a seguranca pessoal do que a conforto!

    Em Dubai o aeroporto tem diversas esteiras até que bem confortáveis! São bem concorridas, mas uma vez que você esteja de posse da sua é só correr pro abraço e dormir!

    ResponderExcluir
  10. Atlanta, de madrugada, acaba sendo albergue de mendigo.

    ResponderExcluir
  11. Eestou me planejando para passar 15 dias em NYC... Quanto em dolar devo levar para sobreviver? ...
    . Desde já agradeço

    ResponderExcluir
  12. Já dormimos no Aerporto de Estocolmo, achamos um banco acolchoado e já garantimos o nossa "cama". Passamos a noite no aeroporto muito muito movimentado da Turquia, o bizu foi encontrar um terminal com voo saindo e pegar a poltrona recém liberada. Passamos a noite no aeroporta do Chile, garantimos uma cadeira dura e não dormimos =(. E passamos a noite em Guarlhos que foi igualmente péssimo, pelo menos a poltrona tem um acolchoadozinho =/

    ResponderExcluir
  13. Esquice de dizer que alem de Estocolmo, Turquia, Chile e São Paulo, também dormimos no aeroporto novo de Dubai, que tem poltronas para esticar as penas e chuveiro no banheiro =D, e no de Doha com diversas poltronas acolchoadas =).

    ResponderExcluir
  14. Contrbuindo:
    Recife: super de boa. Dormi no sofá de um restaurante com toldo semi-fechado. Natal: o aeroporto é novo. Nunca dormi lá não, mas ja tive que passar bastante tempo. O aeroporto é gigante e isolado. Não tem uma viva alma naquele lugar.Super tranquilo dormir. Paris: Achei excelente. Banheiro bom, poltroninha confortável. Berlim: pior de todos que já dormi. Muito bagunçado e barulhento. Brasilia: bom wi-fi e boas cadeirinhas também. Bem tranquilo.Só lembrem do lanche pq os preços lá são surreais!

    ResponderExcluir
  15. SSA: Lembro de ter dormido de boa em relação a segurança, o insuportável são as cadeiras da infraero, o movimento também atrapalha, bem como o barulho.
    REC: Tranquilo demais, principalmente no ultimo andar. Não é barulhento nem muito movimentado a ponto de incomodar.
    GRU: É tranquilo dormir na sala de embarque, mas o barulho é foda. as cadeiras também.

    ResponderExcluir



guias NY .PDF