8 de dezembro de 2014

Passo a passo para planejar sua viagem a Nova York


Parabéns, você está prestes a realizar seu grande sonho de conhecer Nova York!
Poucas cidades do mundo são tão fascinantes, vibrantes e cosmopolitas. Por suas ruas, você fará uma viagem por várias culturas, por diferentes períodos da História dos EUA, por muita riqueza e opulência, por barganhas incríveis e o que há de melhor no planeta.
Talvez até se depare com algum artista de cinema ou estrela da música pop, ou alguma gravação do próximo filme de sucesso.
Pois tudo é possível em Nova York.

No entanto, se esta for sua primeira vez, imagino que você ainda deve estar cheio de dúvidas sobre como se preparar para isto, o que conhecer, onde comprar, o que comer ou como se virar na cidade.

O primeiro passo é comprar seu exemplar do guia digital Nova York para Mãos de Vaca, com as maiores barbadas da cidade e com o que há de mais relevante (de graça, ou muito barato) para se ver.

Qual é a melhor época para ir a Nova York?


O clima na cidade pode influenciar muito seus passeios. Na minha opinião, as melhores épocas são na primavera ou no outono, com climas mais amenos, com paisagens inesquecíveis, sem tantos turistas tomando conta das lojas e restaurantes.
O verão é quente pra burro, às vezes no limite do insuportável. Por outro lado, há uma porção de eventos gratuitos para aqueles que tiverem um estilo de viagem mais relaxado, que curte se sentar num parque num fim de tarde para ouvir uma orquestra.
Já o inverno é aquele frio de trincar os dentes, frequentemente com temperaturas abaixo de zero, com nevascas capazes cobrir carros e calçadas, mas, para quem sonha ver a neve e a decoração de Natal nova-iorquina, não existe época mais mágica. Todavia, é também o período mais caótico. Tente comprar qualquer coisa na Macy's ou nas lojas da Times Square nos dias antes do Natal para ver...

Lembre-se sempre: o clima pode afetar muito seus passeios.


Solicite seu visto para os EUA

Vira e mexe surge o debate se cai ou não cai o visto para brasileiros entrarem nos EUA. Enquanto isto não ocorre (se é que vai ocorrer), é preciso preparar toda a papelada para apresentar no consulado americano.
Jamais deixe para última hora os trâmites para a obtenção de visto. O Brasil costumava ser um dos países com um dos prazos médios mais longos para a emissão de vistos americanos.
No entanto, de olho nos turistas brasileiros que gastam uma grana nos States, os consulados aceleraram os processos e hoje é tudo muito mais rápido.
Mesmo assim, o recomendável é que você inicie os trâmites por volta de uns três meses antes de sua viagem, só pra garantir.


Comprando as passagens

Atualmente, há porções de promoções de passagens aéreas para os EUA. Se você for antenado, basta ficar de olho nas promoções e ser rápido no gatilho.
O melhor site para acompanhar estes descontos relâmpagos é o Melhores Destinos (www.melhoresdestinos.com.br), mas tem de ficar em cima, conferindo sempre as novidades para não dar bobeira.
Se você preferir ir com tudo arranjado, veja quais são os pacotes disponíveis, mas saiba que quase sempre se pagará mais assim.

Escolhendo a hospedagem

As possibilidades de hospedagem em Nova York são imensas, desde hotéis luxuosíssimos, como The Plaza ou Waldorf Astoria, até as espelucas mais pulguentas.
Além disto, escolher uma área legal para se hospedagem também é fundamental. Arranjar um lugarzinho para dormir na casa do chapéu pode ser muito mais barato, mas será que será mais cômodo e seguro para quem quer explorar Manhattan?


Preparando os roteiros de passeios


Não adianta nada chegar em uma cidade desconhecida e não ter a mínima ideia do que há de interessante para se fazer.
Nova York tem alguns dos melhores museus e teatros do mundo. O Central Park é um mundo à parte. Seus bairros são extremamente únicos e inesquecíveis. Seus arranha-céus são famosos mundialmente.

Antes de tudo, compre um exemplar do livro digital Nova York, Bairro a Bairro, com 19 propostas de roteiros por todas as áreas de interesse turístico de Manhattan. É a garantir que você não perderá nenhum passeio relevante.

Depois, caminhe muito, explore, perca-se pelas ruas da cidade. É muito fácil caminhar por Manhattan e não há nada mais agradável que passear por suas largas avenidas, só de bobeira, descobrindo seus segredos.

Não seja muito histérico em tentar socar todas as atrações em poucos dias. Há muito para se fazer, então, numa primeira viagem de poucos dias, concentre-se no que é mais relevante, ou naquilo que o interessa mais.


Fazendo compras

Nova York é a perdição dos consumistas. Tem de tudo, com todos os preços, para todos os públicos. Quer roupas de marca? Tênis bonitos? Ternos de qualidade? Jogos de videogame? Livros ou gibis raros? Artigos esportivos?
Há tudo isto e muito mais. Há uma loja para cada perfil, para cada hobby, para cada extravagância.
Muita gente leva uma mala vazia somente para as compras, outros preferem comprar a mala diretamente em Nova York.
Se você não tomar cuidado, vai estourar o cartão de crédito num piscar de olhos.


Deslocando-se por Manhattan


Se você for mão de vaca de carteirinha, usará o metrô ou o ônibus.
Se já for um pouco mais mão aberta, possivelmente recorrerá aos táxis.
Agora, se for um ricaço que quer se exibir, vá logo de limosine, e fim de papo!

Comendo bem


Comer bem tem seu preço.
Optar por restaurantes de chefs de renome fará um baita rombo em seu bolso.
A estratégia básica para encher o bucho sem gastar muito é recorrendo a fast-food, aos food trucks (caminhões de rua que servem refeições), delis, restaurantes latinos e chineses.
Se quiser se dar um luxo ocasional, há também boas opções de restaurantes com porções grandes e preços razoáveis.
O Zagat é leitura obrigatória.

Voltando pra casa

Este é o momento mais triste, quando você precisa partir desta cidade apaixonante, onde tudo está acontecendo, e retornar para o sofá de sua casa, para curtir as tarde domingo diante da TV.

É nestas horas que começa o planejamento para uma segunda viagem a Nova York, pois ninguém se contenta em ir uma única vez.
Manhattan é viciante, ela entra em suas veias e em sua mente. É uma experiência que você nunca se esquecerá.

Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.


8 comentários via BLOGGER
comente também
  1. Dica pra escolher a hospedagem: Não escolha olhando pro mapa físico, mas sim de acordo com o MAPA DO METRÔ

    ResponderExcluir
  2. Manhattan é viciante mesmo. Estou chegando de lá e já louquinha pra voltar!

    Grata pelas dicas. Usei muito seu site antes de viajar.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Depois que voltei de viagem já era para ter comentado aqui. Quero registrar a importancia que este site teve para minha viagem com minha esposa à Nova York.
    Através do mãosdevaca.com conseguimos planejar toda nossa viagem com um roteiro diário e tudo deu super certo. A cidade tem muita coisa para fazer, e sem se planejar é praticamente impossível aproveitar bem. Fomos em agosto de 2013, o tempo estava similar ao de nossa cidade, Fortaleza, então não estranhamos tanto. Colocávamos sempre no meio do dia um tempo de descanso em algum parque e isso dava um novo gás para continuar andando e aproveitando.
    Não há como dizer o que mais adoramos, provalmente vou falar aqui e esquecer alguma coisa, pois fizemos muuuuuitas coisas em 7 dias. Mas entre os locais que me vem sempre a mente tem a Governors Island, fantástica, no dia que fomos era um domingo e estava havendo uma festa tipo anos 60, não sei, mas todo mundo estava com roupas de época, muito legal, a ilha é linda e de lá tivemos uma boa visão da estátua e evitamos pegar a fila quilométrica para a estátua. O barco que vai pra ilha é grátis. Outro ótimo passeio foi o do bondinho do Roosevelt, ele vai muito alto, tivemos uma vista linda da cidade e do outro lado da ilha, tiramos fotos lindíssima da cidade de Manhatan com a ponte. Além disso, o espetáculo Matilda na Broadway, de fato foi um es-pe-tá-cu-lo, lindo, lindo, lindo. Fora isso, os passeios no Central Park são ótimos, a bow bridge é linda, o lago, the mall, o parque todo é enorme e legal de andar. Outro local que adoramos foi o Chelsea Market, cheio de lojas origianais, artesanais, etc. Entre outros locais que adoramos, como a biblioteca pública, a grand central, o bryant park e o metropolitan museum (só aconselho selecionar algumas partes dele, porque é muito e se torna cansativo querer conhecê-lo todo), esperava mais do museu de história natural e o moma não vi nada que compense ficar na fila de sexta-feira a tarde ou muito menos pagar. De comida destaco o lamarca, com um macarrão muito gostoso e barato, compramos pela portinha lateral. Muito bom! E fomos comer nas mesinhas em frente ao Flatiron Building, lindíssimo prédio. Times Square é bonita memo, mas me dava um pouco de angústia aquela quantidade de gente e luzes. Nos hospedamos no Harlem pelo Airbnb, foi trabquilão, lá é legal pela oportunidade de observar a forma de vida de um bairro negro em Nova York. Só era chato pegar metro ou onibus todo o tempo, ah e muitas vezes preferia andar de onibus, quando não tinhamos pressa, apesar do transito, o onibus é mais limpo, muitas vezes mais vago e nele podemos ver muitas coisas da cidade. Já ia esquecendo da Jacks, muito massa, com 50 dolares voce faz a festa, é uma delícia.
    Devo está esquecendo de algo, mas foi o que me lembrei agora. Desda já agradeço imensamente o trabalho de vocês. Parabéns!
    Um abraço, Rômulo Leitão

    ResponderExcluir
  4. Nova York sempre foi o meu sonho desde que assisti pela primeira vez o seriado friends. Ja estou juntando dinheiro pra poder realizar este sonho e com essas informaçoes posso me planejar melhor.

    Obrigado pessoal!

    ResponderExcluir
  5. Olá bom dia,

    Neste fim de semana fiz a solicitação do meu visto pros EUA e fui aprovada. Mas tivemos, eu e uma amiga, uma péssima experiência com as pessoas que ficam nas imediações do CASV da Vila Mariana, em São Paulo.

    Estou redigindo um relato sobre o que aconteceu e gostaria de saber se vocês publicariam já que seria interessante alertar as pessoas sobre isso já que eu peguei dicas em vários blogs sobre o visto e em nenhum foi falado sobre o assunto.

    Obrigada e fico no aguado.

    << Minha intenção é publicar o relato no maior número de blogs possíveis para que as pessoas não sejam mais enganadas dessa forma>>


    Eveline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Preciso de algumas dicas da nova york

      Excluir
  6. Olá!

    Meu nome é Roberta. Parabéns pelo blog. É a segunda vez que estamos indo a NY e sempre recorro a vcs para dicas e etc. Gostaria de uma ajuda, vcs podem me ajudar?

    Como hotel é muito caro, estou pensando em alugar um ap. em Manhattan, é confiável? Posso alugar e ficar tranquila?

    Obrigada!

    ResponderExcluir
  7. Oi
    Gostaria de uma ajuda
    como calcular aproximadamente os gastos com: viagem, hospedagem, alimentação e transporte?
    como seria isso em real e dólar?

    ResponderExcluir



guias NY .PDF