3 de abril de 2011

Maragogi e o gostinho de um paraíso litorâneo em Alagoas

Maragogi

Maragogi está localizada 125 km ao norte de Maceió, bem perto da divisa do estado de Alagoas com Pernambuco.

É considerada umas das praias mais lindas do Brasil, mas depois de algumas belas praias em Alagoas (e posteriormente seguindo para o norte), não ficamos muito impressionados.
A cidade é pequena e, na baixa temporada, fica relativamente vazia de turistas. Por causa disto, conseguimos alguns belos descontos em agosto, tanto na hospedagem quanto em passeios.


Onde se hospedar?

Nossa pesquisa de hospedagem foi feita basicamente pela internet, e contatamos várias pousadas perguntando sobre os preços e se havia algum desconto.

Agua de Fuego, Maragogi

Apenas uma respondeu, a Agua de Fuego, tocada pelo chileno Oswaldo, que nos deu um desconto de 8 reais por noite, assim, gastamos 72 reais por dia de hospedagem em Maragogi.
O proprietário nos recebeu muito bem, principalmente porque éramos praticamente os únicos na pousada naquela época. Os quartos são bastante simples, sem luxo, o café da manhã é sem frescuras, e a pousada fica um pouco longe do centro da cidade e das galés, onde é feito o mergulho com snorkel.
Esta distância não foi um problema, pois estávamos de carona com uma amiga, mas teria atrapalhado um pouco se tivéssemos de fazer este trecho caminhando.

Salinas, em Maragogi

Agora, se você estiver com grana no bolso e quiser aproveitar o que tem de melhor em Maragogi, você ficará no Hotel Salinas, um magnífico resort all-included e nada mão de vaca.

Salinas, em Maragogi

Nossa amiga tinha uns contatos no hotel e, assim, conseguimos entrar de gaiato e dar uma volta, além de jantar e almoçar na faixa no restaurante do Salinas. Foi um gostinho de boa vida, mas como a viagem era para mãos de vaca, dar uma de bicão no Salinas foi praticamente o único luxo que tivemos em todo o percurso.
Estávamos morrendo de medo que nos arragassem e metessem um pé nas nossas bundas para fora do resort!


Onde comer?

Restaurante do Mano, Maragogi

Logo ao chegarmos em Maragogi, fomos diretos ao Restaurante do Mano, indicado no Guia 4 Rodas como um restaurante bom e barato.

Restaurante do Mano, Maragogi

A comida era boa, sem dúvida, mas não foi nada barato. Para comer arroz, feijão, bife e batata-frita, gastamos 50 reais por um prato, sendo que dividimos em duas pessoas (o prato era individual, mas a comida foi suficiente).
Demos uma chorada e, no final, acabou saindo por 44 reais, mesmo assim, é caro para uma refeição tão trivial.

maragogi1

No dia seguinte, descobrimos um restaurante bem simples no centro de Maragogi (umas três quadras longe da praia), chamado Manancial, que definitivamente era o tipo de local frequentado pelos nativos. 
Foi então que encontramos a nossa barbada em Maragogi!
Por 8 reais, compramos um prato de arroz, feijão, bife e mandioca, que dava para alimentar um estivador, incluindo o refri. Novamente, compartilhamos em duas pessoas, já que era comida para um batalhão. Comemos quase o mesmo que no Restaurante do Mano, uma comida boa, honesta e bem servida, e pagamos apenas 36 reais à menos.
Voltamos várias vezes ao Manancial, que foi o nosso manancial de comida boa e barata.


O que fazer?


Galés


Maragogi

O passeio mais óbvio em Maragogi é o das piscinas naturais, que ficam distantes da praia e, por isto, é preciso pagar um barqueiro para levá-lo até lá. As opções são barquinhos precários e lanchas, a diferença óbvia é o preço.

Maragogi

Conseguimos um preço bom pela lancha, por 66 reais para duas pessoas e, felizmente, na única manhã sem chuva que pegamos em Maragogi, fizemos o belo passeio até as Galés.

Maragogi

O horário do passeio dependerá das marés e ficamos mais ou menos uma hora nas piscinas naturais.


Mirante

Maragogi

Há um mirante em Maragogi, com uma bela vista da cidade. Não é tão interessante assim, mas vale dar uma passada se você estiver de carro.


Feira de domingo

Feira em Maragogi

Provavelmente, o mais interessante que vimos em Maragogi foi a feira de domingo. No centro da cidade, monta-se uma grande feira popular que atrai pessoas de várias cidades vizinhas. É uma típica feira nordestina, com animais vivos e itens sem utilidade visível.

Feira de Maragogi

Novamente, éramos um dos poucos turistas ali, o que atraiu uma certa atenção e tínhamos quase certeza que havia uns moleques nos seguindo para dar o bote. Como eram uns bacurizinhos de calças curtas, não nos intimidamos e demos a entender que estávamos atentos, por isto, eles foram embora.
Quer dizer, tome cuidado, mas vale a pena.


Passeio do Peixe-boi
E ali pertinho, em Porto de Pedras, há a reserva do peixe-boi marinho, da qual já falamos anteriormente.


A grande dica é sempre observar os nativos e fugir de áreas claramente turísticas, quando se trata de encontrar barbadas. Isto reduz bastante suas chances de ser explorado em seu passeio. 




Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.


13 comentários via BLOGGER
comente também
  1. Como eu não conhecia este blog??? Adorei as dicas!! Já favoritei!!

    ResponderExcluir
  2. Aee, valeu pelo post, muito legal o relato e as fotos. Nossa, picinas naturais, bife, arroz, feijão, calor e mais que tudo a bom preço. Incrivel quando nos esquecemos que as melhores coisas na vida são simplesmente as mais simples também. Relativamente ao restaurante do mano é sempre assim né? Quando um restaurante ou local é bom mas mencionam num guia ou nas noticias, viram logo os preços demasiado. Eu sinceramente, em vez de confiar um guia prefiro perguntar a algum invidivuo local (que não seja para desconfiar) onde ele comeria se fosse almoçar / jantar fora. Especialmente pescadores. Uma recomendação deles vale ouro. Obrigado pelo post. valeu!

    ResponderExcluir
  3. Antonio,

    A gente tb prefere seguir as dicas dos locais, só que muitas vezes os locais acabam pensando que a gente está com a grana toda e mandam p restaurantes turisticos e isso tb pode ser uma roubada, como aconteceu com a gente em Porto de Pedras, relatamos isso no post sobre o peixe boi.
    Mas nada melhor do que o nosso arroz com feijao e bife acebolado hehehe.

    ResponderExcluir
  4. Vivi,

    Seja bem vinda! Volte sempre.

    ResponderExcluir
  5. Fomos a Maragogi em abril. Não costumamos viajar em feriados, mas como fomos a um Congresso em Maceió, resolvemos conhecer Maragogi e nos restou o feriado da Semana Santa. A única pousada que encontramos hospedagem foi a mesma que vocês ficaram. São simpáticos, porém, a quem quiser hospedar lá, aconselho a observarem algumas coisas: se o dono disser que os quartos que você está reservando são esses que aparecem na foto, ( térreo em volta da piscina ou os que ficam acima deles) cuidado. Os quartos térreos tem o piso tão inclinado que tivemos que insistir para levantarem um lado da cama, porque era impossível dormir. O quarto superior tinha um cheiro de mofo insuportável, muitas infiltraçoes e tinha que dormir com tudo fechado porque a pequena varanda comunica com o quarto do lado. Os demais quartos da pousada ficam no "prédio" principal e me pareceram bem melhores. A Pousada é uma gracinha, mas uma pena não ser melhor cuidada. Disseram que irão reformar esses quartos. Se puderem e quiserem, esclareçam essa informação antes de fazer as reservas.
    Estou amando o site!!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá pessoal! Estou de férias viajando pelo Nordeste, e eu e meu namorando procuramos opções mais econômicas. As dicas do site estão nos ajudando muito! Uma dica: Em Maragogi, eu já havia ficado há uns anos atrás na Pousada Olho D'água. Ela é bem localizada (é na beira-mar, é só atravessar a rua para ir pro mar) e fica perto de mercadinhos, farmácia, etc. As reservas são direto pelo site deles (www.pousadaolhodagua.com), e em baixa temporada os quartos com vista lateral saem por R$ 99,00 (preço final, já com iss incluido) para o casal, com ar split e tv lcd. E apartamento com vista para o mar é R$ 109,00 o casal. O café da manhã é maravilhoso! De fato se gasta um pouco a mais, mas ao meu ver, o conforto se paga, e a facilidade de locomoção também.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Maragogi é sem dúvida um destino imperdível!! Maravilhoso, em Dezembro e Janeiro são os meses de alto verão, o mar fica inacreditável!

    ResponderExcluir
  8. Boa Noite pessoal, estou planejando ir em outubro para Maragogi.

    Gostaria de saber sé uma época boa e se chove muito, etc...

    Alguém sabe como faço pra alugar um carro?

    Vou precisar de um translado de recife alguém indica?

    Obrigado pessoal
    T+

    ResponderExcluir
  9. Acabei de voltar de Maragogi/AL. Fiz um passeio interessante por lá. Seguinte: eles oferecem um passeio de buggy por R$120 reais (uma ou quatro pessoas, tanto faz, é o mesmo preço),mas esse passeio só abrange um lado da praia (esquerdo, o mais bonito, ou direito). Queríamos ir para os dois lados e o guia ofereceu, por R$70,oo, fazer o passeio com o nosso carro. Foi show! Do lado esquerdo da praia ainda tivemos a oportunidade de andar por bancos de areia que vão até 200 metros dentro do mar. Show mesmo. Recomendo. No mais, o local é lindo e de paz. Até eu que não sou fã de praia amei... ;)

    ResponderExcluir
  10. P.S: Fiquei na Pousada Jangadeiros, um pouco mais cara que os valores apontados aqui - R$120 a diária do casal-, mas simplesmente perfeita (em frente ao mar e com café-da-manhã de rei/rainha). Pra gente valeu a pena pq ficamos apenas dois dias lá em Maragogi.

    bjus
    ;)

    ResponderExcluir
  11. Eitha que Maravilha!!! eu a dois anos morava lá gente... Amo aquela cidade, é maravilhosa recomendo a todos ir conheçer!

    ResponderExcluir
  12. Gostaria de saber se vocês sabem de algum transporte barato, que saia de Macéio para Maragogi.

    ResponderExcluir



guias NY .PDF