27 de maio de 2014

Europa de trem com o passe Interrail - Estrasburgo, parte 2


Por mais lindinha que seja Estrasburgo e, realmente, como disse na primeira parte deste passeio, o melhor ainda estava por vir.


Antes de seguirmos adiante, demos uma pequena volta pela praça da Catedral, onde há várias lojas de souvernirs, restaurantes e o centro de informações turísticas. Não se esqueça de pegar um mapa da cidade em seu hotel, pois um mapa no balcão de informação custa 1 euro.

Petite France

Seguindo pela Rue des Serruriers, você chegará à Petite France, uma região fascinante de Estrasburgo que parece ter saído de um livro de História.
Para ser sincero, era como eu imaginava ser Paris, ou como Paris devia antes das grandes reformas urbanísticas do século XIX.
Caminhar pela margem do Rio L'Ill, passando por aquelas lindas casinhas, pelo canal (reserve alguns minutos para assistir à passagem dos barcos pelo canal de Petite France, é um programa incrível), é fascinante e também muito romântico. É tudo que se pode querer num passeio pela França.

Deste ponto, iniciamos nosso retorno para a estação de trem de Estrasburgo, rumo à Alemanha.
Antes de partir, paramos para almoçar numa sanduicheria na Rue de Maire Kuss, que nos custou 10 euros por dois hambúrgueres, batatas-fritas e refris.




De Estrasburgo a Colônia

Entre Estrasburgo e Colônia, na Alemanha, é uma viagem de mais ou menos 3 horas de trem, com uma ou mais trocas.
Pegamos o trem da 12:52, com duas conexões. O primeiro trecho foi numa espécie de trem metropolitano, pinga-pinga, num percurso curtinho de meia hora até Offenburg, já após cruzar a fronteira entre França e Alemanha.
Deste ponto, pegamos o trem veloz ICE, aí sim coisa de primeiríssimo mundo!
A segunda troca foi em Mannheim e foi a coisa mais simples do mundo, bastou desembarcar e pegar o trem do outro lado da plataforma, numa conexão que não demorou nem 10 minutos.
Seguimos então para o último trecho para Colônia, chegando pontualmente às 16:05.

Com o nosso passe Interail, bastou embarcar e mostrar os passes para o bilheteiro. Sem segredo algum, sem reserva, sem nada. É entrar no trem e ir pra galera!

No próximo artigo, veremos um pouco sobre Colônia, na Alemanha.

Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.

Postar um comentário



guias NY .PDF