27 de novembro de 2014

Nova York no dia de Ação-de-Graças e a Sexta-feira Negra em 2014



O Dia de Ação-de-Graças (Thanksgiving Day) é uma celebração tipicamente norte-americana.
O origem da festa é agrária, uma forma de agradecimento pelo final da colheita. Conta a História que, nos Estados Unidos, esta data celebra também a ajuda dada pelos nativos aos colonos ingleses - os índios os haviam apresentado ao milho e os salvaram da fome após um rigoroso inverno.

Na verdade, o Dia de Ação-de-Graças se assemelha bastante ao Natal brasileiro. Nesta data, os americanos se reúnem em família e assam um peru. Pelo que pudemos notar, este é, ao lado do 4 de julho, um dos feriados mais importantes do país.

Assim, na quarta quinta-feira de novembro (dia 27, em 2014), o país para por causa deste feriado histórico. E é nesta data também que ocorre a Parada do Dia de Ação-de-Graças, organizada pela Macy's, e que neste ano tem uma nova rota. A parada começa na rua 77 com a Central Park West, bem na frente do Museu de História Natural, vira na rua 59, desce pela Sexta Avenida, passando pela loja da Macy's, vira na rua 34 e acaba na Sétima Avenida. A parada é um evento tradicional, com carros alegóricos e gigantescos balões com formas de personagens conhecidos.

Se você pretende assistir à parada, prepare-se para grandes multidões, para o frio e até para chuva. Por isto, a organização do evento recomenda que as pessoas comecem a chegar cedo, por volta das 6:30 da manhã, para conseguir um bom lugar.

No entanto, há um segredo: dizem que a melhor oportunidade para ver os balões é na noite anterior ao Thanksgiving, quando eles são inflados. O melhor horário é entre 5 e 6 horas da tarde do dia anterior, pois já haverá alguns balões cheios e outros sendo inflados.

Site oficial

A sexta-feira negra (Black Friday)

O Dia de Ação-de-Graças também é conhecido por causas de suas megapromoções. Quase toda grande loja realiza alguma promoção, mas as mais concorridas costumam ser as lojas de produtos eletrônicos.
Muitas lojas abrem por volta das 5 horas da manhã da sexta-feira e é uma bagunça, cada um correndo para agarrar o que puder. Mas, de um tempo para cá, várias lojas têm aberto as portas mais cedo, enquanto outras ficarão abertas ininturruptamente durante todo o Dia de Ação de Graças e também na Sexta-Feira Negra.
Para aquelas que mantiverem a tradição, as filas são enormes e começam a se formar durante a quinta-feira em frente às lojas.

Alguns anos atrás, tentamos encarar a missão de comprar algo na Best Buy. Tinha gente acampada na fila desde a 1 hora da tarde da quinta-feira. Chegamos na fila por volta das 10 horas da noite da sexta e contamos 130 pessoas na nossa frente.
A noite estava fria, por volta dos 5 graus negativos, e quem já ficou muito tempo parado sob baixas temperaturas sabe que, após algum tempo, mesmo bem agasalhado, o frio acaba vencendo.
Como a equipe das lojas só chega um pouco antes de as lojas serem abertas, tudo pode acontecer nestas filas. Enquanto atravessávamos a noite sentados na calçada, o número de pessoas na frente da gente na fila milagrosamente aumentava. À meia noite, havia 160 pessoas. Às 3 da manhã, quase 300 pessoas.
É nesta hora que começam as brigas, o empurra-empurra e mais gente furando a fila.
Eu e a Denise só aguentamos este martírio até as 4 horas da manhã (como eu disse, a loja abria às 5) porque havíamos perdido a esperança de conseguir comprar algo que prestasse e também porque não conseguíamos mais sentir nossos pés por causa do frio.

Por isto, se você quiser encarar a aventura da Sexta-feira Negra, seguem três conselhos:

1 - chegue bem cedo;
2 - vá muito bem agasalhado;
3 - opte pelas lojas que ficarão abertas durante toda a noite. Estarão cheias, mas sem o corre-corre dos doorbusters.

Contudo, mesmo que você não esteja disposto a este sacrifício por um desconto, há uma boa notícia - durante toda a sexta-feira, as lojas possuem descontos, mesmo que não sejam tão apetitosos quanto aqueles dados para quem dormiu na fila. Ou seja, se você for mão de vaca, mas nem tanto, acorde cedo na sexta-feira (umas 8 da manhã) e vá para as lojas; ainda haverá bons descontos.

Para conferir quais serão as promoções da Black Friday, abaixo estão dois sites:



E boa sorte com as compras!

Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.


4 comentários via BLOGGER
comente também
  1. Olá!
    Primeiro gostaria de agradecer a excelente orientação que o site nos oferece.
    Em Julho realizei minha primeira viagem a NY e foi de extrema ajuda.

    Viajarei novamente a NY e Philadelphia em 2014.
    Visto que não há imposto em Nova Jersey e na Philadelphia para roupas e calçados e existem grandes outlets nas duas cidades, em qual cidade o preço dos produtos é mais em conta?

    ResponderExcluir
  2. Olá Henry, tenho lido seu site diariamente como um estudo para conseguir me virar nos EUA, já que viajarei em Janeiro. Revirei seu site e não achei nada que me pudesse tirar essa dúvida.
    Eu consigo comprar os tickets do Magic Kingdom e do Universal Studio e Island aqui do Brasil? Preciso necessariamente agendar o dia ou posso comprar de forma avulsa e escolher o dia depois? E dicas sobre os melhores parques em Orlando, você poderia nos dar?
    E ah, gostei muito das suas dicas sobre os melhores passeios de Orlando, entre muitas outras que você postou aqui.

    Muito obrigada! Julia

    ResponderExcluir
  3. Fui no Black Friday 2013. Conclusão: NÃO vale à pena. Estou morando à alguns meses em NYC, então EU SEI bem do que estou falando...

    Os descontos NÃO são tão bons (em média, 20%). Não é nada daquilo que imaginávamos no Brasil... Os descontos maiores são pra mercadorias encalhadas (tipo aquela camiseta de estampa feia). Os melhores produtos, tem pouco OU NENHUM desconto.

    E aquele povo tumultuando e brigando nas lojas? Pura jogada de marketing... as lojas fazem promoções (até boas, mas limitadas aos "primeiríssimos" da fila). Esse pessoal que vira a noite na fila, geralmente são uns "mortos de fome" (aqueles bem miseráveis mesmo, tipo "imigrante clandestino") que aceitam o desafio de virar a noite na fila a -05ºC pra ganhar 50% de desconto numa TV e num celular.

    De resto, são "promoçõezinhas" mixurucas que NÃO valem à pena (vai por mim.... sei de cor o preço das coisas aqui em NYC, e NÃO vi NENHUM desconto bom). Algumas lojas, inclusive, estavam com PREÇOS NORMAIS (e um bando de bobo comprando, só pq era Black Friday).

    A ÚNICA coisa que estava compensando, eram os eletrônicos (em média com 20% de desconto). Mas, mesmo assim, só se você estiver QUERENDO comprar um produto específico. As promoções são do tipo: Um Notebook que custa $1000, estava por $800. Nada mais que isso. Não venha pensando que vai achar Notebook por 100 dólares, ou produtos a preço "de banana". Isso NÃO existe!

    "Bati perna" por cerca de 8 (OITO) horas. Saí de casa às 8h da manhã. Fui na Macys, Footlocker, Old Navy, Burlington, DSW, Best Buy, Hugo Boss, Century21, Modells e Target. Algumas lojas (Hugo Boss e Century21) estavam com OS MESMOS PREÇOS de todo dia. A única que estava liquidando mesmo, era a Old Navy ("50%OFF entire store") mas não comprei nada, pq acho essa marca meio "xexelenta".

    E uma multidão tremenda em todos os lugares. E fila pra entrar nas lojas, fila pro provador, fila pra pagar...

    E a cereja do bolo: TODOS esses descontos, também são oferecidos NOS SITES das lojas. Ou seja: No Black Friday, não saia de casa. Compre tudo ON-LINE. Achei bons descontos no Amazon, Best Buy e B&H.

    No dia seguinte, fui no Woodbury (que anunciava "black friday entire weekend"). Os preços estavam MUITO melhores que os de NYC, mas eram praticamente os mesmos preços de um dia qualquer no Woodbury. A única exceção era a Tommy Hilfiger, que estava 50%OFF "entire store".

    CONCLUSÃO: É muito melhor você vir a NYC *FORA* da época do Black Friday, pois vc consegue todos esses preços (ou até melhores) se pesquisar bem (e sobretudo se comprar nos outlets ou lojas de desconto). Vai por mim: passei os últimos 2 meses batendo perna e pesquisando preço de tudo. Vi que o Black Friday realmente NÃO vale a pena. Sejamos razoáveis: Sera que os comerciantes iam mesmo vender tudo a "preço de banana" a 20 dias do natal?? Tremenda jogada de marketing!!!

    Enfim, venham a NYC, e aproveitem as compras baratas... FORA do Black Friday!!!

    ResponderExcluir



guias NY .PDF