27 de junho de 2011

Mãos de Vaca na Mídia - O Liberal

Mãos de Vaca na Mídia - O Liberal

Viajar não é sinônimo de endividamento
LUIZA CAZETTA

EXTERIOR América Latina

Fazer aquela viagem que você sempre sonhou com pouco dinheiro parece uma missão impossível, não é mesmo? Afinal, é difícil imaginar que uma viagem perfeita não peça um alto investimento financeiro, certo? Não para os escritores e fotógrafos Henry Alfred Bugalho e Denise Nappi.

O casal brasileiro é autor de sites, revistas e um guia que disponibilizam dicas preciosas para quem deseja viajar barato. Para Henry, o primeiro passo para uma viagem incrível sem grandes custos é definir o quanto você pode ou quer gastar. “Suas economias determinarão significativamente o padrão de sua viagem, onde você se hospedará, o que comerá e quais passeios realizará. Inclusive, poderá até forçá-lo a alterar seus planos e escolher um destino mais barato”, justifica.

No entanto, ele ressalta que é preciso estar preparado para gastos extras e situações inesperadas. “Leve em consideração que você quase sempre gastará mais do que planejou, em torno de uns 20% a mais. Existe inflação, os preços aumentam, surgem imprevistos, você pode ser roubado, ou seja, uma série de fatores além do seu controle, por isto, nunca vá com o dinheiro contado”, explica.
Ainda no planejamento da viagem, lembre-se de que no período de alta temporada, como férias escolares e feriados, pode dobrar os custos das passagens, hospedagem, alimentação e passeios. “Como muitos destinos ficam abarrotados de turistas, os comerciantes locais podem se dar ao luxo de aumentar consideravelmente os preços de produtos ou serviços. É muito difícil conseguir barganhar nestas épocas, então você acabará engolindo alguns preços bem salgados”, orienta Henry.

SIMULAÇÕES

Encontrar passagens baratas certamente contribuirá para que a sua viagem não atinja valores altos. Para isso, é necessário fazer pesquisas, ter dedicação e paciência. “O primeiro passo é acompanhar blogs com promoções de passagens, como os Melhores Destinos (www.melhoresdestinos.com.br), e ficar de olho se não aparece nenhuma promoção para o seu destino desejado”, recomenda. Mas é preciso ficar atento, pois as promoções possuem tempo limitado e com poucos assentos disponíveis.

Também é indicado pesquisar nos sites das próprias empresas aéreas, tanto nacionais quanto internacionais. “Faça simulações de compra de passagens para datas diferentes, tanto para alguns dias antes quanto para depois do seu período de viagem. Às vezes, por uma diferença de poucos dias, você pode encontrar passagens bem mais em conta”, ressalta.

Outra opção para conseguir preços melhores é comprar passagens aéreas para cidades perto do destino almejado e depois deslocar-se de outra maneira econômica.

Para os viajantes com disposição, também é possível conseguir preços mais acessíveis para voos com conexões longas. “Pagar 50% a menos para dormir no aeroporto pode ser uma barbada se você estiver disposto a isto”, afirma.

AMÉRICA DO SUL
Viagens inesquecíveis que cabem no seu bolso

Se você está planejando fazer uma viagem inesquecível nas suas férias, mas não pretende gastar muito, o escritor e fotógrafo Henry Alfred Bugalho sugere alguns países da América do Sul. Ele afirma que Buenos Aires, na Argentina, possui valores mais baixos, desde hospedagem até restaurantes. “Um jantar num restaurante sofisticado de Buenos Aires custa, em média, R$ 50 por casal, que é quase o preço por pessoa de uma churrascaria meia boca em muitas cidades do Brasil”, conta.

O Chile também entra na lista de roteiros de baixo custo sugerida por Henry. “Tem uma ótima
comida, preços razoáveis, é pertinho do Brasil e com um povo simpático e atencioso”, ressalta.
Outro país indicado para quem desejam fazer uma viagem dos sonhos sem precisar investir muita verba é o Peru. “Uma refeição na lindíssima cidade de Cusco pode custar menos de U$ 3, se você souber procurar. Tudo é muito barato, ainda mais se você colocar em prática seus talentos de pechinchar”, garante.

Para contribuir na economia de uma viagem, é importante se informar quais são os dias gratuitos ou com descontos em museus, passeios e atrações turísticas. (LC)

Fonte: Henry Alfred Bugalho e Denise Nappi
Consultoria: www.violanasacola.com/www.maosdevaca.com

Reportagem publicada no jornal O Liberal, em 15 de junho de 2011
http://www.liberal.com.br/noticia/DBED3B417CF-viajar_nao_e_sinonimo_de_dividas


Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.


Um comentário via BLOGGER
comente também
  1. Voces pensam em publicar "Buenos Aires para Mãos de Vaca"?

    ResponderExcluir



guias NY .PDF