13 de fevereiro de 2011

Praia de Carro Quebrado - AL

 
Havíamos ouvido falar muito de Carro Quebrado, considerada por muita gente uma das prais mais lindas do Brasil, e ainda livre da exploração turística.

Quisemos conferir com nossos próprios olhos, mas não contratamos nenhum transporte para lá, nem serviço de receptivo turístico. Esta praia fica no município de Barra de Santo Antônio, 37 quilômetros ao norte de Maceió.

Convidamos uma amiga alagoana a ir até Maragogi de carro e, no caminho, passarmos por Carro Quebrado e Porto de Pedras, onde há o projeto do peixe-boi marinho. Partimos pouco antes da hora do almoço e em pouco tempo havíamos chegado a Barra de Santo Antônio, no entanto, encontrar a praia de Carro Quebrado não é nada fácil.



Alguns moradores nos deram indicações e nos embrenhamos nos canaviais que davam acesso à praia. Como havia chovido bastante nos dias anteriores, as estradas de terra estavam quase intransitáveis, por isto, um 4x4 é recomendável se você não quiser ficar atolado no meio do nada. Não é à toa que a praia de chama Carro Quebrado.
Não há nenhuma placa sinalizadora e, contaram-nos, que são as próprias operadoras de turismo que as arrancam para obrigar os turistas a contratarem os serviços deles. Passamos a entrada para a praia, mas um dos poucos seres humanos que encontramos num casebre à beira da estrada nos deu informação.


Realmente, a praia é quase virgem. Há apenas uma barraca de praia, da Xoxa, e além da gente havia apenas mais uma meia dúzia de pessoas tomando banho de sol. Carro Quebrado é uma praia bonita, para quem deseja paz. Não há ambulantes, nem qualquer infra-estrutura turística e você pode, melhor, deve, trazer seu próprio isopor com bebidas e um lanche, senão será obrigado a comer na barraca da Xoxa.



Seguindo pela orla da praia, há falésias e sossego. Os poucos moradores são pescadores. Por causa das chuvas e de uma ressaca, a praia estava suja, mas imagino que normalmente deva ser bastante limpa, já que quase não há ninguém para sujá-la.



É o tipo de paraíso que se tem de visitar antes que seja contaminado pela ganância humana, pelos resorts e armadilhas turísticas.



Na hora de partirmos, disseram-nos que havia dois caminhos, um para retornar a Maceió e outro em direção a Maragogi, como íamos para o norte, seguimos pelo segundo e nos perdemos nos canaviais. Foi quando se iniciou nossa uma hora e meia de pânico, pois não encontrávamos ninguém para nos ajudar, nenhuma sinalização e nenhuma rodovia, apenas canavial, canavial e mais canavial! Já estava começando a ficar tarde e a nossa preocupação era que escurecesse antes de encontrarmos a saída.
Por fim, entramos a uma fazenda e o segurança da propriedade nos ajudou. Outros quarenta minutos depois, chegávamos à estrada para Maragogi.
Já não havia mais tempo para passarmos em Porto de Pedras, passeio que deixamos para outro dia, quando já estivéssemos instalados em próximo destino.

***

Praia de Carro Quebrado - AL/"Broken Car" Beach - AL


 

We had heard a lot about Carro Quebrado, considered by many as one of the most beautiful brazilian beaches, and still free from crowds of tourists.

We wanted to check it ourselves, but we prefered not to hire a tour service. This beach is located in Barra de Santo Antônio city, 23 miles north from Maceió.

So we invited one of our friends from Alagoas to go to Maragogi by car, and we could stop by in Carro Quebrado and Porto de Pedras, home of the manatee project, in the way. We left a little before noon and soon arrived at Barra de Santo Antônio, but finding Carro Quebrado beach was not an easy task.


Some villagers gave us some orientation and drove through the cane sugar plantations to get to the beach. The dirt roads were in terrible conditions, due to some heavy rains some days before, that's why and a 4x4 vehicle is highly recommended if you don't want to get stuck in the middle of nowhere. The name Carro Quebrado beach (broken car beach) is well deserved.

There are no signs to guide you, and we were told that the tour companies tear them away to push tourists to hire their services. We missed the beach entrance, but one of the few intelligent beings we found around gave us the directions.



It's true that it's a untamed beach. There's only one improvised beach kiosk, Xoxa's, and there were only some couples of people sunbathing. Carro Quebrado is a beautiful beach for those looking for peace. There're no sellers, nor any tourism structure, and you should bring your own beverage and food if you don't want to stick to Xoxa's kiosk.


Along the beach shore, there're sea cliff and calmness. Its few inhabitants are local fishermen. Due to rains, the beach was quite dirt, but I think it's not usually like that, since there almost nobody around to litter.


This is the kind of paradise you should visit before it's maculated by human greed, by resorts and every sort of touristic traps.


When we were leaving, we found out there was two ways we could take, one south to return to Maceió, and one north heading to Maragogi. We took the road north and got lost in the sugar cane plantations.
This was the beginning of an hour and a half of panic, because we couldn't find anyone to give us some guidance, no signs and no paved roads, just sugar cane, sugar cane and more sugar cane! It was getting late and we were afraid it would get dark before we find our way out.
Finally, we arrived at a farm and a security guard helped us out. Forty minutes latter, we've found the road to Maragogi.
However, it was too late to stop by Porto de Pedras, so we decided to go back there another day, after we'd settled already at our next stop.


Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.


4 comentários via BLOGGER
comente também
  1. Henry, uma dúvida... é perigoso sair de Manhattan de metro para ir assistir um jogo da NBA no Prudential Center em NJ à noite? A volta no metro é deserta?

    ResponderExcluir
  2. Otimas dicas para quem curte um passeio bem instrutivo. Muito interessante!!!

    ResponderExcluir
  3. Eu estive nessa praia. Deu saudade agora, preciso voltar à Maceió. Adoro as dicas de economia nas viagens, só assim para viajar mais e melhor.
    Feliz 2012!

    ResponderExcluir
  4. Nossa, vc chega na cidade e os guias se jogam na frente do carro pra te levar na tal da "carro quebrado". Nós fomos seguindo outro carro e chegamos tranquilo... mas como foi dito: não tem sequer 1 plaquinha. Também íamos para Japaratinga (pouco antes de Maragoggi), então pedimos informação para um dos guias que nos disse como chegar até a estrada... se não fosse esta informação seria o mesmo caos que vocês passaram, porque a estrada tem bifurcações e facílimo de se perder. Mas a praia é lindíssima e a água verde como toda Alagoas. Muito lindo vale a pena descer na praia e ver de cima do morro, no "fim" do canavial. Digo fim porque os desmoronamento do morro chega dar medo. Fotos lindas!

    ResponderExcluir



guias NY .PDF