10 de julho de 2014

Ávila, as muralhas mais bem preservadas da Espanha


A pouco mais de 100 km de Madri, localiza-se a cidadela de Ávila, com uma das mais bem preservadas muralhas da Europa.

É um passeio lindíssimo por uma cidade histórica espanhola, remontando à época de reis, princesas, cavaleiros e camponeses.

Chegando a Ávila

A maneira mais econômica para o turista é com o trem, que parte da estação de Chamartín.
O preço por trecho fica na faixa de 10 euros e a viagem leva mais ou menos uma hora e meia passando por belas paisagens, que incluem uma vista distante do monastério El Escorial.
Umas quatro ou cinco horas são mais do que o suficiente para conhecer as principais atrações de Ávila.



As Muralhas de Ávila

Construída no século XI, as muralhas protegeram a cidade desde então, consideradas por muitos séculos como intransponíveis.
Apesar de não ser tão conhecida e interessante quanto Toledo, Ávila é um ótimo passeio bate-e-volta saindo de Madri.

O preço para subir nas muralhas não chega a ser abusivo, mas acaba pesando se você estiver com a família inteira.
A entrada custa 5 euros e dá acesso a dois segmentos da muralha.
O trecho Norte é o mais longo e é uma bela pernada, porém é que o propicia as visões mais bonitas da cidade e da paisagem ao redor. É possível subir em várias das torres e é uma sensação incrível caminhar pelo mesmo percurso por onde passaram guerreiros medievais fazendo a ronda.
O trecho Sul é curtinho, porém tem uma vista excepcional da Catedral, além de estar mais bem preservado.
Se possível, percorra estes dois trechos, se você não tiver tempo ou disposição, eu recomendaria somente o trecho Sul.

Caso você resolva percorrer toda a muralha, destine uma hora e meia ou duas horas para isto, e leve uma garrafinha de água se estiver muito quente.

Dando uma volta pela cidadela

Apesar de as muralhas serem a atração mais famosa de Ávila, aproveite também para percorrer os interiores da muralha e passear por suas praças e vielas.

Entre a estação de trem e a cidadela é preciso caminhar um pouco. E a ansiedade para chegar às muralhas é tão grande que parece ser um trajeto imenso.

Há um centro de informações turísticas perto da Basílica de San Vicente, porém é preciso pagar 1 euro para ter um mapa da cidade.
Deste ponto, você pode adentrar Ávila por um de seus nove portões e perder-se por suas ruazinhas, com o traçado (mais ou menos) retilíneo herdado do antigo assentamento romano.
Não há muito o que se ver para além da Plaza del Mercado Chico. As principais atrações de Ávila estão ao redor da Catedral, numa linha que segue do Paseo Rastro até o lado oposto na muralha.
Como ocorre com muitas das igrejas na Espanha, é preciso pagar para entrar nelas, ou seja, a não ser que você seja um aficcionado por arte-sacra, este é o tipo de passeio que acaba-se pulando. A Catedral, por exemplo, custa 4 euros para visitar.

Agora, se você estiver em dúvida sobre qual cidadela histórica visitar, entre Toledo e Ávila, vá para Toledo!
Se puder ir às duas, melhor.


Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.


Um comentário via BLOGGER
comente também
  1. Oie... aqui é a Luciana do blog POÉTICA EM FOTOS E REFLEXÕES, todas as férias eu e meu marido fugimos do Brasil, e temos a Espanha ou como ponto de chegada ou de partida. Mas sempre nos concentramos na Catalunya. Amei saber dessa cidadela. Amamos lugares medievais. Ah! Na Catalunya tem uma cidade linda medieval chamada Pals que tbm vale muito a pena conhecer.

    ResponderExcluir



guias NY .PDF