19 de novembro de 2010

Santiago para Mãos de Vaca



Santiago do Chile é uma cidade incrível. É impressionante visitar uma metrópole latino-americana organizada, limpa, bonita e segura.
Faz-nos pensar que nem tudo está perdido...

Estivemos em Santiago neste mês de outubro por 10 dias e, durante as próximas semanas, apresentaremos o que pensamos ser o mais interessante desta cidade.

O que você precisa saber antes de ir a Santiago?

- o dinheiro do Chile pode confundir a princípio por causa da cotação. São notas de valores altos, como 500, 1000 ou 10000 pesos chilenos, sendo que as notas de mil e de 10 mil são bastante parecidas. Tome cuidado para não cair nos golpes, principalmente de taxistas, que trocam uma nota de 10 mil por outra de mil e alega você ter errado no valor. Isto é bastante comum.

- muitos consideram o Chile como um país caro na América Latina. No entanto, pelo que notamos, é absurdamente mais barato do que viajar no Brasil e os valores gastos chegam a ser próximos dos de Buenos Aires, aliás, em se tratando de alimentação, come-se melhor e gasta-se menos em Santiago.

- para um casal, alugar um apartamento pode custar até metade do que em hotéis. Quanto mais você conseguir cortar em termos de hospedagem melhor, além de ter mais privacidade ao ficar em um apartamento só para vocês.

- quase todas as principais atrações são próximas do Centro de Santiago e, para a maioria delas, dá para caminhar, por isto, o ideal é hospedar-se nesta região, principalmente nas proximidades da Calle Miraflores, que é muito melhor e mais cheia de estrangeiros do que na região para o outro lado da Plaza de Armas, que fica vazia à noite e pode ser um pouco assustadora neste horário.

- muitos viajantes ficam pouquíssimo tempo em Santiago, geralmente em conexão para outras cidades do Chile, para a Patagônia ou para o litoral, e quase não aproveitam o que Santiago tem de melhor. Uns 4 dias já são o suficiente para conhecer praticamente tudo, por isto, vale a pena dedicar um pouco mais de tempo para descobrir Santiago.

- a cidade é muito bem policiada e os carabineiros (como se chama a polícia do Chile) são prestativos e educados. Se você precisar de qualquer ajuda, mesmo que seja apenas uma informação, não tenha medo de abordar um.

- os chilenos são extremamente simpáticos e adoram conversar. Ficamos encantados com o povo de Santiago, que nos recebeu muito bem e, sempre que possível, fizeram de tudo para tornar nosso passeio mais agradável. Até os cachorros de rua (inúmeros!) são bem tratados e seguem as pessoas pedindo carinho.

***



Santiago in Chile is an amazing city. It's surprising to visit a latin american metropolis that's organised, clean, beautiful and safe.
Lead us to the belief that not everything is lost...


We've been to a 10 days trip to Santiago in october and, during the following weeks, we'll tell you what we think is the most interesting things to do and see in this city.

What do you need to knwo before traveling to Santiago?

- Chile's money can be pretty confusing due to its currency convertion. There're bills of 500, 1000 or 10000 chilean pesos, for exemple, and the last two bills are very similar in color, so it's easy to be victim of scams, specially in cabs, in which someone change a 10 thousand bill for a one thousand bill and accuse you of not paying the correct amount. This a quite recurrent scam against tourists.

- many people consider Chile as an expensive country for Latin America standarts. However, as far as we could see, Chile is still much cheaper than travelling inside Brasil, and we spent almost the same as we do in Buenos aires, actually, when we speak about eating out, we think you can eat better spending less in Santiago.

- for a couple, renting an appartment can cost almost the half you'd pay for a hotel. Cutting lodge expenses is the better way to go, furthermore you'll have more privacy in an appartment for you two.

- almost every tourist attraction is in a walking distant from Santiago Downtown, thus the better choice is to find some place to stay in this area. One of the best spots is close to Calle Miraflores, going North from Plaza de Armas, where there lots of cheap hostels and foreigners crowd the restaurants and bars. Downtown's southern sector can be kind of scary at night, because the streets are empty and some strange people wander around.

- many travelers spend very few time in Santiago, usually the enough time for a flight conection to others cities of Chile, to Patagonia or to the Pacific shore, so they don't discover what is the best of Santiago.
4 days would be OK to explore almost everything, that's why we suggest taking a little longer to discover Santiago.

- the city is very safe and the carabineros (the chilean police) are polite and willing to help you. Whatever you need, even if just an information, don't be afraid to talk to a carabinero and ask for help.

- chileans are very nice and love to chat. We fell in love for Santiago people: they received us so well and tried as hard as possible to make our trip to their country a pleasant experience. Even the stray dogs (hundreds of them!) have a beautiful completion an follow the passersby begging for attention.

Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.


3 comentários via BLOGGER
comente também
  1. Show de bola, estou planejando minha ida em junho/2011, vai ser a segunda vez que vcs me ajudam.

    ResponderExcluir
  2. Sou mais um satisfeito com esta cidade chamada Santiago!

    Para informação, o câmbio estava em 250 Pesos Chilenos por um Real e em 450 Pesos Chilenos por um Dólar americano (em 31/08/2011).


    Como as casas de câmbio trocam Reais numa boa, há de se fazer as contas na ponta do lápis para ver qual dos dois valerá mais a pena - levar Reais ou Dólares - pois por exemplo no shopping Parque Arauco me pagaram o Real bem melhor do que as demais casa de câmbio do aeroporto e do centro da cidade, e ainda sem me cobrar a famigerada comissão!

    Há também de algumas poucas lojas, em geral aquelas de souvenires, que aceitam o pagamento direto em Reais; para todo o resto, o pagamento é sempre feito em Pesos Chilenos

    ResponderExcluir
  3. Eu adorei Santiago mas achei uma cidade cara, comparando o preço das mesmas coisas que são vendidas aqui no Brasil.
    Talvez pra quem more no Rio ou SP, Santiago não seja tão caro.

    Em relação aos chilenos eu os achei pouco prestativos, em Santiago. Em cidades ao redor as pessoas são mais pacientes e sociáveis. A cidade é uma babel, cheia de estrangeiros, e a impressão que eu tenho é que os chilenos não apreciam esse fato.

    ResponderExcluir



guias NY .PDF