4 de junho de 2009

Wicked - Broadway (resenha)


O Enredo
Eu devo ser um dos únicos sujeitos do mundo que nunca assistiu a "O Mágico de Oz"...
Bem, a história de "Wicked" trata-se do outro lado da "versão oficial". Neste musical, temos a perspectiva da Malvada Bruxa do Oeste e aborda sua amizade com a fada Glinda.

A peça se inicia com a chegada de Elphaba e sua irmã numa escola de bruxaria. Inicialmente, Elphaba é discriminada por causa de sua cor (ela tem a pele verde) e por seu comportamento anti-social. Mas aos poucos, ela cativa seus colegas e acaba criando duradoura amizade com Glinda e Fiyero, por quem Elphaba é apaixonada.

O musical intercala momentos que antecipam o enredo de "O Mágico de Oz", com outros detalhes que constam no filme, mas sob uma visão paralela.

A Produção
"Wicked" utiliza bem os recursos que possui. Não é um musical grandioso, em termos de produção, mas é bastante engenhoso, com cenas que empolgam, como quando Elphaba se torna a "Malvada Bruxa do Oeste", ou quando ela liberta os macacos do domínio do Mágico de Oz.
O cenário e os figurinos são muito bonitos, além de cantores talentosíssimos.

A Trilha Sonora
Este é um dos pontos fracos do musical, já que não possui nenhuma canção conhecida, além de ter muitas músicas lentas e duos demorados demais, que dá um ritmo mais varagoso para a peça.

O Teatro
O Gershwin Theatre é bastante confortável. Não é muito grande, por isto acredito que a visibilidade seja razoável em praticamente qualquer assento, inclusive nos que estávamos, que era na platéia, bem perto do palco, mas com a visão do lado esquerdo do palco parcialmente obstruída por parte do cenário (umas espécies de arbustos e trepadeiras que vinham para fora do palco).
Os ingressos variam de U$ 51,25 a U$ 131,25. "Wicked" é um musical bastante concorrido, então há um pouco de dificuldade para se conseguir ingresso pelos preços mais em conta.

Nível de inglês
Finalmente uma peça que não é falada em inglês britânico! Fato que facilita bastante a compreensão, mas, mesmo assim, para entender muitas das piadas é preciso pelo menos um nível intermediário de inglês.

Qual foi a barbada?
Os ingressos foram adquiridos no ebay: 2 entradas por 100 dólares, o que representou um desconto de 120 dólares, pois eram assentos de 110 dólares cada. Ficamos na platéia, num assento classificado como "partial view", ou seja, a visão ficava parcialmente comprometida pelos arbutos citados acima.
Há também a loteria do "Wicked". Para poder concorrer a assentos numa das primeiras fileiras pela bagatela de 25 dólares, é preciso chegar na porta do teatro com 2 horas e meia de antecedência e deixar seu nome. O sorteio é feito duas horas antes da apresentação e os ingressos (no máximo 2 por pessoa) poderão ser comprados mediante a apresentação dum documento com foto, por isto, não se esqueça do passaporte.

Visão Geral
Se você assistiu a "O Mágico de Oz", já é meio caminho andado. Particularmente, eu senti que não saber do que se tratava a história comprometeu minha apreciação do musical. Não entendi muitas das referências e tive que pesquisar sobre o filme quando cheguei em casa; só então as fichas começaram a cair.
O primeiro ato é muito bom e animado. A personagem da Glinda é extremamente engraçada e é o charme do musical. No entanto, no segundo ato, a peça dá uma esfriada e chega até a ficar um pouco enfadonha.
No final das contas, há musicais melhores, mas também há bem piores.
Mesmo assim, dá para se divertir.

Para comprar as entradas
http://www.wickedthemusical.com/page.php#


Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.


14 comentários via BLOGGER
comente também
  1. ... peça esta que ganhou um destaque a mais na mídia: o quase vencedor desta edição do American Idol, Adam Lambert interpretava o personagem Fiyero na “Wicked” em Los Angeles.

    Cris

    ResponderExcluir
  2. Olá Henry,
    gostaria de agradecer pelas inúmeras dicas postadas no blog, que com certeza são muito úteis para todos os que anseiam viajar à Big Apple!!!
    Gostaria de saber sobre a temperatura entre Dezembro e Janeiro e um bar ou restaurante que você indica para passar o Reveillon.
    Obrigada!!!
    Raquel Palata

    ResponderExcluir
  3. hum... deu até aquela vontade de voltar a broadway!!! adoro o trabalho de vocês!!! parabéns!!! o musical me parece muito interessante pelo simples fato de ser uma nova visão da fábula de Oz... curioso!

    ResponderExcluir
  4. 3 coisas a comentar: 1)O cabeçalho novo ficou muito bom. Não tinha visto ainda. 2)Esse musical deve ser muito bom. 3)Realmente acho que só você não viu O Mágico de Oz.
    hahaha, abraço

    ResponderExcluir
  5. Olá, estou procurando jogos de basket e de football para assistir... vcs têm aqui no Mãos de Vaca alguma dica sobre sports?
    Tenho pouco tempo em New York e gostaria muuuuuito de assistir um jogo!
    Muito obrigada,
    Mari Buchalla

    ResponderExcluir
  6. Wicked é um dos melhores musicais que ja assisti na vida..e olha que minha lista inclui uns 15 musicais. Realmente não assista ao musical sem ter assistido O Mágico de Oz, vc vai perder mtas piadas e não vai entender várias cenas. Mas por outro lado, os textos, as musicas, sao maravilhosas e muito bem escritas. Vc sai do teatro querendo assistir de novo. Pra mim, Wicked só perde para O Fantasma da Ópera e A Bela e a Fera, mas fica na frente de musicais como Mary Poppins e A Noviça Rebelde.

    ResponderExcluir
  7. Assisti wicked esta semana e tb ja assisti a muitos musicais e com certeza wicked e fantastico.O figurino e rico e os atores com um talento enorme. Com certeza nao percam. Vale reforcar que e importante ver o magico de oz antes, faz muita diferenca.

    ResponderExcluir
  8. Sua resenha está um tanto quanto distorcida devido à sua falta de conhecimento. Se conhecesse O Mágico de OZ e compreendesse as referências, não iria achar o segundo ato enfadonho. Enfim, um tanto quanto enviesada a análise. Vale pela questão dos preços dos ingressos. Mais cuidado.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Rez.

    A resenha pode até ser distorcida, mas continua sendo a minha opinião, como todo o resto neste blog.

    Talvez devesse procurar alguma que vá de acordo com que você pense...

    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Adoro o trabalho de vcs, o blog me ajudou mto qdo fui à NY, e continuo indicando.
    Somente agora cheguei à essa resenha, e sei que uma opinião partilar, porém creio que vocês poderiam atentar à alguns detalhes e atualizar.
    Como por exeplo, o seriado Glee já gravou músicas da trilha, e teve participação da própria Idina Menzel (primeira Elphaba do elenco), deixando o musical ainda mais conhecido.
    Posso estar errada, mas creio que o certo é que a Elphaba é a bruxa má do oeste, e sua irmã é a do leste.
    Desculpem se pareço grosseira, mas creio que vocês devem se atentar à esses detalhes para manter a qualidade dos posts.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Isto é para você ver como sou fã do Mágico de Oz, Belliza!

    No entanto, a irmã é a "Bruxa Boa do Norte" e não do leste...

    http://en.wikipedia.org/wiki/Wicked_(musical)

    Mas as informação equivocada já foi corrigida.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Como assim Wicked não tem musicas famosas? O que você me diz de Defyimg Gravity ou For Good? São excepicionais musicas é famosissimas

    ResponderExcluir
  13. Wicked não tem músicas famosas? E Defying Gravity? For Good? São músicas bastante conhecidas...

    ResponderExcluir



guias NY .PDF