19 de julho de 2015

10 Atrações Gratuitas em Paris - parte 2

Texto e fotos: Ivan Kohigashi

Todas as vezes que eu pensava em montar o roteiro de Paris, sempre desistia no meio, pois sempre que eu pedia algum conselho de amigos que haviam visitado a Cidade da Luz, me falavam que eu precisava conhecer todos os museus. Eu nunca fui de gostar de museus – mas respeito quem curte! – e eu sempre acabava deixando Paris para quando eu talvez estivesse na empolgação de desbravar museus.

O mundo de um viajante dá voltas (literalmente!) e acabei deixando a emoção (e uma promoção incrível de R$ 440,00 ida e volta, na época da Copa do Mundo 2014) me levando para a cidade do bonjour. O preço era ótimo, mas havia um porém: a viagem tinha, obrigatoriamente, duração de 1 mês. Esse motivo me fez ficar todo arrepiado! Teria que ficar 1 mês em uma cidade conhecida pelos museus. Esse baque me serviu para traçar o meu objetivo: curtir a cidade, a cultura, sem precisar visitar museus e pagar o mínimo possível por atrações turísticas!

Confiram 10 lugares que visitei, não paguei, e que me renderam as lembranças mais agradáveis da pequena parte da minha vida em Paris (leia aqui a primeira parte destas dicas):

6. Canal Saint-Martin


O Canal Saint-Martin também foi cenário do filme da Amélie Poulain, e também de um outro filme que amo de paixão: "Um dia", com a Anne Hathaway.

Mais uma vez, as margens das águas verdes de Paris me encantaram e me prenderam a atenção. O lugar é muito bonito, e tem um clima muito bacana! É possível ver alguns barcos de passeio que aguardam o canal esvaziar alguns trechos para poderem "descer" níveis do canal.


As margens do Canal Saint-Martin são cheias de bares e restaurantes, bistrôs e muita gente sentada nas margens curtindo um piquenique ou descansando. Me apaixonei!

Endereço: Quai de Valmy, 75010 – Estação de metrô: Gare de L'Est

7. Jardin Anne-Frank


O Jardin de Anne-Frank é um lugar que achei quando desbravava algumas ruas perdidas de onde morei, no bairro  do Marais.

Um lugar calmo e escondido, o jardim de Anne-Frank é compartilhado e cuidado por todos os moradores da região.


Legenda: Cuidados e detalhes no Jardin de Anne-Frank

Endereço: 14 Impasse Berthaud, 75003 – Estação de metrô: Rambuteau

8. Centre Georges Pompidou


O Centre Georges Pompidou é um complexo, localizado no bairro Le Marais, com museus, biblioteca, teatro e um restaurante no topo.

Para mim, a diversão do Pompidou era ficar sentado em frente, assistindo os artistas de rua se apresentarem com músicas e danças! Compre seu baguete, suco, chá, café ou vinho, e aprecie o ambiente de arte, com uma acústica fenomenal do lado de fora que ajuda ainda mais no som dos artistas.

Ah, e é gratuito!


Endereço: Place Georges-Pompidou, 75004 – Estação de metrô: Rambuteau
www.centrepompidou.fr

9. Place des Vosges e Maison Victor Hugo


Ainda no bairro Le Marais, se encontram os lugares mais famosos de Paris: Place des Vosges e a Maison Victor Hugo.

A Place des Vosges é rodeada por lojas, cafés e restaurantes. Já foi até cenário de duelos!
No entorno da Place des Vosges também há uma outra atração turística gratuita, que é a casa de Victor Hugo.



Essa casa do escrito francês Victor Hugo se tornou um museu gratuito, onde ele viveu por 16 anos, e local onde foi escrito Os Miseráveis.


A história, retratos e imagens são bacanas, mas a arquitetura do local, os objetos e a vista são um show à parte!



A entrada para a Maison Victor Hugo é gratuita, e o funcionamento é de terça a domingo, 10h – 18h. Fechado às segundas-feiras e feriados.

Endereço: 6 Place des Vosges, 75004 – Estação de metrô: Bastille
http://maisonsvictorhugo.paris.fr

10. Statue de la Liberté (Estátua da Liberdade)


A Estátua da Liberdade original é de Paris, e a que conhecemos em Nova York foi um presente dos franceses.

Em Paris há duas estátuas, uma na Île des Cygnes (Pont de Grenelle) e outra dentro dos Jardins du Luxembourg. Visitei a da Pont de Grenelle, por ter um clima mais parecido com a de Nova York.

P.S.: ainda prefiro a réplica dada de presente aos americanos! rs

Endereço: Île des Cygnes, Pont de Grenelle, 75015 – Estação de metrô: Charles Michels

Ivan Kohigashi
Paulistano, biólogo e viajante mão de vaca assumido. Blogueiro no Ifan Turistando.


Importante: favor ler as Perguntas Frequentes - FAQ.


4 comentários via BLOGGER
comente também
  1. Paris...sempre linda, considerando as diferenças, para mim, tão linda assim só BRASÍLIA!!

    ResponderExcluir
  2. Grátis também são: o Museu Carnavalet (tudo sobre a história de Paris,a Revolução francesa, os enciclopedistas, etc), o museu La Vie Romantique (a casa de Georges Sand, amiga de Chopin), a cada de Balzac e vários museus no 1º domingo do mês.

    ResponderExcluir
  3. Um dos melhores destinos de férias, sem dúvida. Muito bom artigo!

    ResponderExcluir
  4. Há outra no museu d'Orsay

    ResponderExcluir



guias NY .PDF