23 de maio de 2009

Livin' in America - Atlantic City, um mundo de ilusões


Uma tarde de jogatina em Atlantic City ou se esbaldar num parque aquático onde Judas perdeu as botas em Long Island?

Este era o nosso dilema para o feriado do Memorial Day. A viagem a Atlantic City já estava programada há uma semana, mas o dia de calor intenso de ontem nos encheu de dúvidas.

— Ai, como eu queria uma piscina! — minha esposa repetia sob o calor de 31 graus.

Piscina ou casino? Cassino ou piscina?
Consultamos a meteorologia e vimos que hoje nem estaria tão quente, e também descobrimos que não era tão fácil de se chegar ao parque aquático quanto imaginávamos. Veredito: manter os planos iniciais - Atlantic City.
Logo descobrimos que não éramos os únicos a ter esta ideia; a rodoviária estava lotada, a fila para entrar no ônibus era um aglomerado de gente, ninguém sabia ao certo qual era a fila para que, bêbado e espertinhos passando na frente, uma zona digna de Terceiro Mundo. Nem mesmo nos EUA se pode esperar uma fila organizada...

Alguém comentou:
— Isto é coisa da crise. Antes não era assim — e realmente, excluindo os velhinhos e velhinhas, que iam a Atlantic City para gastarem suas aposentadorias, o público parecia composto de trabalhadores pobres e de jogadores "profissionais". Muitos em busca do dinheiro fácil, atrás do milagre da multiplicação dos dólares.


Três horas de viagem, após um congestionamento e uma parada para catar mais velhinhos. O ônibus nos deixou dentro do cassino e fomos lançados em meio à centenas de caça-níqueis. Trinta dólares foram comidos em questão de minutos; ganhamos outros trinta, perdemos estes trinta também.

Decidimos fazer um intervalo, ir almoçar, para depois tentarmos a sorte em outro cassino.
Sentados à mesa do restaurante, fui tomado por reflexões filosóficas: tudo na vida gira em torno de dinheiro. Estávamos numa cidade onde tudo se resumia a ganhar e, principalmente, a perder dinheiro. O dinheiro é a razão porque alguns são exaltados e outros subjugados; é motivo para um meter a arma na cabeça do outro, e talvez matá-lo depois; é fonte de brigas entre irmãos por causa da herança do pai morto; é a ruína de muitos, ou a alegria de poucos.

Dinheiro, dinheiro, dinheiro!

Demos uma volta pelas lojas do que imagino ser o Centro da cidade, fizemos uma comprinha (as promoções eram boas - "dinheiro, dinheiro, dinheiro!") e fomos para outro cassino. Perdemos vinte dólares de cara, quase num piscar de olhos.

— Estávamos com mais sorte no primeiro cassino — minha esposa disse, por isto, retornamos pra lá.
Jogamos outros vintes dólares, que igualmente desapareceram. Antes da viagem, havíamos estabelecido o limite de cem dólares para jogar e nos aproximávamos rapidamente deste valor. Começou a bater um desespero; para cada dois dólares que ganhávamos, perdíamos seis; ganhávamos um, perdíamos quatro.

No final, tornamo-nos parte deste imenso grupo de jogadores que só perdem, mas que não perdem a esperança. "Quem sabe da próxima vez? Se houver...", especulávamos, enquanto enterrávamos os nossos planos do que faríamos com a bolada que haveríamos de ganhar.

Só que havia uma pequena diferença entre a gente e alguns jogadores compulsivos: soubemos a hora de parar, pegar nossa malinha e voltar correndo pra Manhattan, onde o lema também é "dinheiro, dinheiro, dinheiro!", só que às custas de muito suor.


***


6 comentários via BLOGGER
comente também
  1. Adorei sei blog!!! Cheguei a pouco em NY e estou aproveitando bem as dicas!!! Também "perdi" dinheiro ontem, mas em outlet!!! Valeu a pena ir a Long Island no novo outlet!
    abração

    ResponderExcluir
  2. henry... venho acompanhando seu blog e adoooro as dicas.. ja fui pra Ny uma vez e levei-o todo impresso na minha mochila... agora em outubro vou denovo e dessa vez vc lançou o livrinho... adorei as dicas.. e JA COMPREI tbm!
    ja que voce postou sobre atlantic city e quero muito conhecer... COMO FAZ PARA CHEGAR LA?! FACIL? tem horario pra ir horario pra voltar?! melhor comprar la ou em ny mesmo!
    obrigaaa!

    ResponderExcluir
  3. Henry e Denise, o blog de vocês é fenomenal! Descobri sábado a noite e terminei de ler agora, estou maravilhada com tanta dica boa! Estarei em NY na segunda semana de Julho e as dicas serão valiosíssimas! Quando voltar, contarei como foi a experiência!

    Abraços,

    Sabrina

    ResponderExcluir
  4. Henry e Denise,

    Estivemos em NOva York pela primeira vez agora em abril passado. Suas dicas foram valiosas em nossa viagem. Parecia até que já conhecíamos a cidade. Para enriquecer ainda mais o bloq, aqui vai uma dica (caso não tenha sido ainda revelado) para acessar internet lá. A dica é usar o serviço gratuito de acesso à internet existente na biblioteca pública, no prédio anexo que fica localizado na esquina da 5th Av. com a East 40th St.. Lá, no 3º andar, você pega com o atendente bilhete contendo senha e login, dirigi-se a quaisquer dos terminais disponíveis e, pronto, terá 15minutos de acesso gratuito, por dia. PARABÉNS PELO BLOG.
    Sds, Mário e Dora (Recife-PE).

    ResponderExcluir
  5. Eu deveria ter feito meu intercambio em Atlantic City, como meu amigo que trabalhou no Harrah's Casino :/ Dei mole. Quando der, tira umas fotos da Times Square sem carros, só com os pedestres, devido a nova lei! Abraços!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Marina.

    Pretendo escrever um post sobre Atlantic City, apesar da nossa breve e "malfadada" passagem por lá.

    E obrigados a todos pela leitura.

    ResponderExcluir



guias NY .PDF